Contra Douglas Willian Xavier de Medeiros, 18 anos, baleado na frente da namorada e dos amigos na noite de segunda-feira na Rua Escócia, bairro Nações, em Fazenda Rio Grande, vigorava um mandado de prisão preventiva. O rapaz era investigado pela morte de Tomaz Edison Maganha, 23 anos.

Tomaz foi baleado na Rua Madagascar, mesmo bairro, no dia 13 de janeiro, e morreu pouco tempo depois no hospital da cidade. A equipe da delegacia local recebeu informações de que Douglas cometeu o crime e pediu a prisão do rapaz, porém antes que os policiais pudessem localizá-lo, ele foi morto da mesma forma.

O grupo de amigos de Douglas foi cercado por dois carros. Os assassinos desceram de um dos veículos, perguntaram quem era ele e atiraram assim que o identificaram. Ele foi baleado, levado para o hospital, mas assim como Tomaz não resistiu aos ferimentos.

Segundo o superintendente Itamar, Douglas matou Tomaz Edison por um desacerto no tráfico de drogas. Ele já havia sido apreendido há dois anos acusado de roubo e extorsão mediante sequestro. Os investigadores já identificaram alguns suspeitos de matar Douglas para vingar a morte de Tomaz, mas os nomes ainda não foram divulgados.

Outro

No dia 12 de janeiro, José Abelardo França, 38 anos, foi morto a tiros depois de se envolver em uma briga de bar com o cunhado Vantuir dos Santos na Avenida Islândia, também no bairro Nações. Ele fugiu do local de carro, mas se apresentou à polícia acompanhado do advogado na delegacia local três dias depois.

Vantuir confessou o crime e entregou o revólver calibre 38 que teria utilizado. A arma foi encaminhada para confronto balístico no Instituto de Criminalística, em Curitiba, para confirmar se realmente foi a utilizada no homicídio.

Em depoimento, ele relatou que a briga com o cunhado foi motivada pela negociação de uma motocicleta entre seu filho e José Abelardo. Um dizia que a moto já havia sido paga, e o outro cobrava um pagamento maior. Como passou o período de flagrante e o acusado não tem antecedentes criminais, Vantuir aguardará o julgamento em liberdade.