Uma rebelião na tarde de segunda-feira (2) deixou o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Maringá parcialmente destruído. O tumulto começou quando alguns presos exigiram mais tempo de banho de sol e ameaçaram não voltar para as celas.

Presos que já estavam nas celas arrancaram portas e se uniram ao distúrbio. A rebelião começou por volta das 16h30. A Polícia Militar invadiu o local para controlar os presos. Alguns ficaram feridos. Por volta das 21 horas, a confusão já tinha sido controlada.

O CDP de Maringá, que foi inaugurado em junho do ano passado, ficou parcialmente destruído. Um levantamento está sendo feito para se conhcecer o valor do prejuízo.