Foto: Walter Alves

Apresentador foi surpreendido.

O jornalista e ex-deputado estadual Ricardo Chab, foi novamente preso no início da noite de ontem, desta vez, pela posse de duas armas e munições.

O material foi localizado em sua casa, durante cumprimento de mandado de busca e apreensão feito pelo Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), segundo confirmou o delegado Miguel Stadler, sem dar detalhes.

O advogado de Chab, Haroldo Natter, confirmou que são armas antigas, com mais de 20 anos, pertencentes ao pai de Chab, e que foram trazidas pela mãe dele para que fossem entregues à polícia.

O delegado não soube precisar qual órgão judicial expediu o mandado, nem por qual motivo. Acredita-se apenas que seja algo relacionado à suspeita de extorsão contra a empresa de segurança Centronic, ocorrido em abril, pelo qual Chab, seu antigo advogado Antônio Neiva de Macedo Filho e o presidente da Câmara de Vereadores de Colombo, Onéias Ribeiro, respondem na Justiça.

Extorsão

Segundo a polícia, o trio teria solicitado R$ 70 mil à empresa, para não divulgar notícias negativas dela nos programas de televisão e rádio apresentados por Chab. A Centronic entrou diariamente no noticiário, após alguns de seus vigilantes envolverem-se na morte do estudante Bruno Strobel Coelho Santos, em outubro do ano passado.