Depois de três meses sem registrar homicídio, entre dezembro de 2012 e março, Rio Branco do Sul tem sofrido com a violência. A 12.ª pessoa assassinada na cidade neste ano foi o pedreiro Fernando dos Santos Protopapa, 31 anos, na noite de terça-feira.

Moradores da Rua Professora Aline Miranda Porfirio, bairro Nossa Senhora de Fátima, ouviram disparos por volta das 21h40. Quando saíram à rua, perceberam que Fernando estava morto com tiros no peito dentro do próprio carro, na frente de casa. A família não sabe o que pode ter motivado o homicídio.

No mesmo bairro, dois homens foram mortos em agosto. No dia 23, Uilian dos Santos Nunes, 25 anos, levou um tiro na Rua Epitácio Pessoa, na frente de um bar. No dia 25, Josuel Lourenço Ortiz, 27, também foi morto a tiros dentro de um carro, na Rua Antonio Elias. A nova equipe da delegacia de Rio Branco do Sul, que assumiu há dez dias, tenta descobrir se há relação entre os crimes.