Ao se envolver em um acidente de trânsito no Batel, Gustavo de Abreu e Oliveira, 21 anos, foi preso por policiais militares, conduzido à Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos e autuado em flagrante por furto. O jovem não tem carteira de habilitação e estava conduzindo o Escort, placa AJK-8209, furtado no dia 16 de novembro no Jardim Social.

O soldado Osmair, do BPTran Ä Batalhão de Polícia de Trânsito Ä, contou que estava saindo para trabalhar quando deparou com o jovem, que estava muito assustado e correndo, por volta das 12h de ontem. Ele perguntou o que tinha acontecido e o rapaz contou que havia se envolvido em um acidente de trânsito. O policial conduziu Gustavo até o local da colisão, no cruzamento da Alameda Júlia da Costa com a Rua Prudente de Moraes. Testemunhas reconheceram o jovem como sendo o condutor do veículo e o policial descobriu que Gustavo não tinha carteira de habilitação e acionou uma viatura do BPTran. Ao checar a placa do Escort, os PMs descobriram que o veículo estava com queixa de furto.

Gustavo garantiu à polícia que não furtou o carro. Alegou que estava caminhando pela BR-116, no dia 16 de novembro, quando encontrou o Escort com os vidros e portas abertas e a chave na ignição. Deste aquele dia estava trafegando com o carro e não tinha conhecimento que era furtado. “A história é estranha. O carro foi furtado no Jardim Social e Gustavo mora naquele bairro”, comentou o superintendente Neimir Cristóvão, da DFRV. “Gustavo disse que seus pais não tinham conhecimento que ele estava de posse do veículo. Para que não descobrissem, deixava o carro estacionado a uma quadra de casa”, acrescentou o policial.