Divulgação
Daniel se diz inocente.

Reconhecido como um dos autores de um seqüestro relâmpago ocorrido em São José dos Pinhais, Daniel Mendes, 31 anos, foi preso por policiais da delegacia local. Ele já tinha um mandado de prisão decretado por furto.

O chefe de investigação Altair Ferreira disse que os bandidos seqüestraram um construtor e o levaram para um cativeiro, na Vila Iná. "O Daniel ficou vigiando o refém por seis horas, enquanto seus comparsas pegaram cartões bancários da vítima e foram em cinco bancos, retirar dinheiro", salientou Altair. O construtor ficou amordaçado e amarrado e ainda foi obrigado a telefonar para parentes, pedindo dinheiro emprestado. Na ocasião, os bandidos roubaram cerca de R$ 4.000,00. "A vítima reconheceu Daniel nos álbuns fotográficos da delegacia e nós efetuamos a prisão", afirmou o policial. As investigações continuam no sentido de apurar outros crimes cometidos pelo grupo.

Daniel negou envolvimento no seqüestro, mas confirmou que esteve com a vítima no cativeiro. "Eu não conheço os outros", afirmou Daniel.