Maringá ? O seqüestro de um avião, na manhã de ontem, em Campinas (SP), mobilizou policiais civis, militares e federais de Maringá. O monomotor, um Corisco, prefixo PT-NEV, azul e branco, foi visto sobrevoando a região. A aeronave acabou sendo recuperada em Naviraí (MS). De acordo com a polícia de Mato Grosso do Sul, duas pessoas estão presas. O piloto, Alexandre Wolf Janini, o Alex, de 25 anos, foi medicado, pois estava em estado de tensão.

O avião foi roubado no Aeroclube de Campinas. Três homens invadiram o local por volta das 7h e renderam o piloto Alex Wolf, de 25 anos, que se preparava para aulas de instrução de vôo, e outros dois funcionários, um deles responsável pelo abastecimento das aeronaves.

De acordo com o piloto Luís Salvageni, 27, também instrutor do aeroclube, os dois funcionários foram trancados dentro de um banheiro e só puderam ouvir o barulho da decolagem. “Foi tudo muito rápido e o piloto acabou sendo seqüestrado”, afirmou. Alex foi obrigado a manobrar outras duas aeronaves para retirar o Corisco, que estava no fundo do hangar.

A aeronave, segundo a direção do aeroclube de Campinas, tinha combustível suficiente para duas horas de vôo. O avião tem capacidade para quatro pessoas.

Alex Wolf mora em Campinas. O diretor do aeroclube, Marcos Pettená, informou que o avião pertence ao aeroclube, é usado para instrução e tem entre 15 e 20 anos de fabricação. Segundo Pettená, Alex foi aluno do aeroclube e, depois de formado, passou a instrutor de vôo. “Faz tempo que ele está conosco”, disse.

Plantação

O monomotor foi encontrado em Naviraí no fim da manhã, numa plantação de feijão a 40 km da sede do município. A Polícia Civil foi acionada por moradores e informou que a aeronave fez um pouso forçado e foi abandonada em seguida. A Polícia conseguiu encontrar os três ocupantes num restaurante da cidade.

Os assaltantes se identificaram como Carlos Roberto Alves Novaes e Heron Thalif Braias. No entanto, a polícia suspeita que eles apresentaram nomes falsos. Os peritos coletaram impressões digitais para confirmar a identidade dos assaltantes.