Ao sair de um supermercado, no Boa Vista, um estudante de direito passou horas de terror nas mãos de bandidos, na noite de sexta-feira e madrugada de sábado. Um amigo dele percebeu que dois indivíduos abordaram o estudante quando ele entrava em sua Saveiro, no estacionamento do mercado. A polícia foi avisada pelo amigo da vítima e os seqüestradores detidos na BR-116, em Colombo, depois de trocar tiros com policiais.

O estudante foi obrigado a cobrir a cabeça com a própria roupa durante o tempo em que ficou com os seqüestradores. Eles saíram do Boa Vista por volta das 22h30 e se dirigiram para a região de Quatro Barras, onde os bandidos exigiram dinheiro e cartões de crédito. Porém, às 2h15 de sábado, quando retornavam pela rodovia, foram cercados por policiais e houve troca de tiros, mas ninguém saiu ferido. O seqüestro deixou em alerta Rondas Ostensivas Tático Móvel – Rotam, Rondas Ostensivas de Naturezas Especiais – Rone, além das polícias Civil e Rodoviária Federal.

Acusados de ter cometido o seqüestro-relâmpago, foram detidos Marcelo Valério Straub, 19 anos, e um adolescente, de 17. Ao ser presa, a dupla confessou ao superintendente da delegacia do Alto Maracanã, Valdir Bicudo, que escolheu o carro por ele ser novo e iriam vender o veículo. Os detidos estavam armados com um revólver calibre 38, com cinco tiros deflagrados no tiroteio com a polícia, segundo o superintendente. Marcelo já possuía mandado de prisão temporária por furto e agora responderá por seqüestro e assalto.