Um incêndio destruiu, na quarta-feira, a residência do principal suspeito dos assassinatos de Karina Colimo, 10 anos, e de sua madrasta, Lucinéia Luzia de Almeida, 27. A casa de Altamir José Rodrigues, 32, em Bocaiuva do Sul, foi completamente consumida pelo fogo, provavelmente ateado por populares revoltados com o crime.

Os corpos de Karina e Lucinéia foram encontrados na semana passada, na zona rural de Bocaiuva do Sul. A mulher estava dentro de um saco, com os braços amarrados e sinais de asfixia. A criança foi encontrada a cinco quilômetros, na chácara de seu pai. De acordo com o Instituto Médico-Legal, Karina foi morta com facadas no pescoço.

Altamir havia sido contratado para roçar a propriedade e desapareceu depois que as vítimas foram vistas pela última vez com vida . Ele é foragido da Colônia Penal Agroindustrial (CPAI), onde cumpria pena por roubo e respondia por homicídio. Quem souber de seu paradeiro pode entrar em contato com o Sicride (3224-6822) ou com a delegacia de Bocaiuva do Sul (3658-1244).