Foto: Fábio Alexandre
Ivanildo, Marco Antônio, Amarildo, Édio e o adolescente.

Uma denúncia anônima alertou policiais rodoviários estaduais, do posto Contorno Sul, situado na BR-277, sobre a passagem de um carro pelo local ocupado por indivíduos suspeitos. Foi montada uma barreira e, às 8h30, os policiais abordaram o Tipo placa AEF-9787, que fazia o sentido Campo Largo-Curitiba, com cinco homens dentro. Durante a revista pessoal e no veículo foram encontradas três armas, celulares, roupas e uma fita aderente, material suspeito que poderia ser utilizado para a prática de assaltos. Dentre os detidos estava um adolescente de 17 anos, que foi apreendido. Uma das armas era carregada por ele que afirmou tê-la adquirida para defesa própria. ?O homem que matou meu pai, há sete anos, retornou para a vila onde moro. Eu comprei a arma para me defender do ?Pastor??, afirmou, sem esclarecer quem seria este homem. Os demais detidos, com exceção do condutor, afirmaram que haviam pego carona na estrada e que desconheciam a presença de armamento no carro.

O garoto, com quem foram encontrados dois revólveres, foi levado à Delegacia do Adolescente. No 11.º DP, o delegado Geraldo João Celezinski autuou em flagrante Ivanildo Henrique da Silva, 38 anos, pelo porte de uma pistola, calibre 44, e Edio Oliveira Rocha, 19, que conduzia o carro. Os outros detidos foram ouvidos e liberados.