Um tarado utilizando uma Blazer de cor escura está agindo em Curitiba. A denúncia foi feita pela mãe de uma jovem de 16 anos, que foi vítima do desconhecido na noite de quinta-feira. A queixa do abuso foi registrada na Delegacia da Mulher.

De acordo com a denunciante, a jovem estava retornando de uma panificadora, no Alto da XV, quando foi abordada por um homem na esquina da Rua Fernando Amaro com Rua Almirante Tamandaré. Ele estava em frente a uma camioneta Blazer com o capô levantado, simulando que o carro apresentava problemas.

No momento em que a garota passou na calçada, o homem solicitou que ela entrasse no carro e puxasse o freio. A vítima resolveu ajudar, mas desconfiada colocou um pé dentro do veículo e deixou o outro apoiado na calçada.

Ação

Aproveitando-se da situação, o homem fechou rapidamente o capô da camioneta, correu para o lado da menina e a empurrou para dentro do carro. Ela começou a gritar, mas o maníaco ligou o carro e partiu. Durante cerca de uma hora a vítima ficou em poder do “seqüestrador” e sofreu alguns abusos. Depois, ela foi abandonada no bairro Cristo Rei. Desnorteada, contou com o auxílio de uma mulher para ser conduzida até a sua residência.

Apelo

Marlene, a mãe da vítima, entrou em contato com a Tribuna e fez um apelo. Ela pede para quem tiver observado a cena e que, por ventura, possa ajudar a polícia a localizar ou identificar o tarado que entre em contato com ela, pelo telefone 9987-5925 ou com a Delegacia da Mulher, no número 223-5323.

Segundo Marlene, o fato aconteceu entre 19h20 e 19h30 e foi presenciado por um rapaz em uma motocicleta. “Se esse rapaz viu algo ou anotou a placa que repasse essas informações à polícia. Existe um tarado agindo. Se ele fez isso com minha filha, pode ter feito com outras também”, desabafou.

Pela descrição, o homem teria aproximadamente 40 anos, é grisalho e anda bem vestido. Utiliza uma blazer de cor escura, provavelmente verde-escura ou preta.

A menina ainda está em estado de choque e apavorada com a situação.