O taxista Rosaldo de Oliveira Silva, 22 anos, e o jardineiro Osmar Martins de Miranda, 17, trocaram tiros no início da madrugada de ontem, em Pinhais. Ambos foram baleados e o adolescente morreu durante a tarde, no Hospital Evangélico. O taxista afirma que foi vítima de assalto, mas a versão está sendo apurada pela delegacia local.

Conforme relatou à PM, Rosaldo foi rendido por quatro indivíduos no Conjunto Atuba. O taxista reagiu à ação dos assaltantes e recebeu dois tiros: no braço e nas costas. Ele também atirou e acertou a cabeça de um dos agressores, que ficou caído na rua, enquanto os comparsas fugiam.

Rixa

Mesmo ferido, o taxista conseguiu dirigir até a central de táxi, onde foi socorrido por seus companheiros e levado para o Hospital Cajuru. Osmar foi transportado pelo Siate.

Segundo o investigador Valdemir, da delegacia de Pinhais, o adolescente não tinha antecedente criminal. O policial estranhou o fato de o taxista reagir com sete tiros ao suposto assalto. “O pai da vítima disse que o filho tinha rixa com outro menor da região. Vamos apurar se há ligação entre este fato e o crime”, disse o investigador.