Um rolo de pintura parecia ser o esconderijo perfeito para as 73 pedras de crack que seriam vendidas. Porém, a estratégia não impediu que Marcelo da Silva, 36 anos, o “Polaco”, fosse preso e indiciado por tráfico de drogas. A abordagem aconteceu ontem (12), quando o suspeito recebeu um usuário em sua casa para fazer uma entrega.

Ambos foram detidos e encaminhados para o 13.º Distrito Policial (Tatuquara). “O suspeito era investigado há cerca de dois meses, mas estava difícil pegá-lo em flagrante. Apreendemos o usuário, que confirmou ter comprado droga dele, entramos na casa e encontramos as 73 pedras e R$ 92”, explica o delegado Hertel Rehbein.

Surpresa

A equipe do 13.º DP, entretanto, ficou surpresa com o esconderijo das pedras. “Tivemos certa dificuldade em encontrar a droga, pois esse método era inédito”, comenta Rehbein. Silva atuava sozinho e já foi condenado por estelionato e falsificação de documentos. Ele também tinha um mandado de prisão em aberto, expedido pela Vara Criminal da Lapa.