No Corcel adulterado,
havia várias ferramentas.

Nem mesmo o estacionamento privativo da Prefeitura de Fazenda Rio Grande está livre da ação de ladrões. Três homens foram presos quarta-feira à tarde, acusados de envolvimento na tentativa de furto da camioneta Ranger pertencente ao secretário de administração do município. Com eles, a delegacia local apreendeu ferramentas usadas para arrombar veículos e um Corcel adulterado.

Pela janela do terceiro andar do prédio da Prefeitura, o secretário viu um desconhecido mexendo em sua camioneta. A Polícia Civil foi acionada e prendeu em flagrante o pedreiro Jeferson Luiz Feliciano, 22 anos, suspeito da tentativa de furto.

Cúmplices

Interrogado pelos policiais, Jeferson indicou os comparsas Jair Adão Ternes, 27 anos, e Adelino Luis Ternes, 34. O primeiro foi encontrado numa agência bancária vizinha, e o outro, sentado ao volante do Corcel L, placa AAZ-0736, de Fazenda Rio Grande, estacionado nas proximidades. “Os dois são irmãos e dariam cobertura ao furto da camioneta”, disse o superintendente Valdir Bicudo, da delegacia local.

O Corcel tinha numeração de chassi adulterada. Dentro do carro havia várias ferramentas, como diamante para cortar vidro e outros artefatos usados para arrombar veículos, inclusive “mixas” (chaves falsas). Jeferson assumiu a posse das ferramentas e admitiu a intenção do furto no estacionamento. “Mas não queria roubar a camioneta. Ia levar o som de um Uno”, falou.

De acordo com o superintendente, o trio é suspeito de envolvimento com desmanches de veículos. “Encontramos com eles notas fiscais de loja automotiva. E Adelino depositou mais de R$ 6 mil em sua conta bancária em menos de 30 dias, mesmo estando desempregado”, falou o policial. Adelino alega que o dinheiro foi dado por sua cunhada e, assim como o irmão, negou estar metido com furto de veículos.

Os Ternes, que moram em Campo Magro, já tinham passagem pela polícia. Jair respondeu por furto e receptação no 12.º Distrito Policial, em Santa Felicidade, e Adelino foi condenado em 1994 a cinco de prisão, pela Comarca de Palmeira, sob acusação de furto. Os três detidos foram indiciados por tentativa de furto e adulteração de veículo.