A polícia continua atrás de uma testemunha chave – um jovem conhecido por Sandro – para tentar desvendar a autoria da execução de Robson Antônio Pinto de Oliveira, 21 anos. O jovem foi assassinado a tiros no início da madrugada de sábado, na Rua Ilio Pedro Gasparelo, bairro Xingu, em São José dos Pinhais. Foi vítima de latrocínio (roubo seguido de morte).

De acordo com a polícia, o rapaz teria saído de Colombo em companhia de Sandro para ir até uma danceteria na Avenida das Torres, em Curitiba. Nesse trajeto teria acontecido o crime. Uma testemunha disse que um Gol (cor verde), ocupado por Sandro e pela vítima, parou em frente a um terreno baldio. Minutos depois, Robson desceu do carro e foi assassinado. Ao lado do corpo ficou apenas o telefone celular da vítima. Sandro sumiu em seguida, dirigindo o Gol.

Investigação

O veículo, que pertence ao pai de Robson, não havia sido encontrado até o final da tarde de ontem. De acordo com o superintendente Everson Haisi, localizar Sandro é a prioridade da polícia pois ele deve esclarecer vários fatos. Nos próximos dias, a família da vítima deverá ser ouvida. Além do carro, o assassino também levou a carteira com documentos de Robson.