Ederson Machado, 20 anos, foi reconhecido na Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) pela testemunha de um assalto em que foram roubados vales-transporte. O roubo ocorreu no dia 31 de março. Na ocasião, o funcionário de uma construtora foi surpreendido no semáforo na esquina das ruas Dr. Faivre e Comendador Macedo, centro, por dois marginais armados que ocupavam uma motocicleta. Ele havia acabado de sair do posto de venda de vales-transporte da Urbs (empresa responsável pelo transporte coletivo em Curitiba), na Rodoferroviária. Os marginais deram voz de assalto e ordenaram ao rapaz que desligasse o automóvel e entregasse as chaves. O garupa da moto pegou a chave e abriu o porta-malas do carro, retirando um malote com 6.350 vales-transporte (no valor de R$ 10.795,00). Em seguida fugiram. Ederson foi apontado como sendo um dos assaltantes. De acordo com o delegado Rubens Recalcatti, após a divulgação da foto dele pela Tribuna, dez pessoas compareceram à DFR para realizar o reconhecimento.

Prisão

Ederson foi preso por policiais militares, acusado de ter roubado 8.200 vales-transporte pertencentes a Prefeitura de Campo Largo, no início desta semana. O condutor do veículo em que estavam sendo levados os VTs foi abordado por dois homens em uma motocicleta Twister. A Polícia Militar foi acionada e conseguiu localizar e prender Ederson, mas o comparsa dele não foi encontrado. O detido ainda estava com o produto do roubo.