Policiais da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) flagraram uma tentativa de duplo homicídio quase na esquina da Avenida Winston Churchill com a Rua João Rodrigues Pinheiro, no Capão Raso, próximo ao Terminal do Pinheirinho, na manhã desta terça-feira (24). Dois irmãos foram baleados e o criminoso conseguiu fugir, mas pode ter sido atingido por algum disparo.

A ação aconteceu por volta das 11h, quando dois rapazes que estavam num Corsa Wagon, pararam no semáforo em frente ao Supermercado Big. Eles foram surpreendidos por um motociclista, que emparelhou uma Honda Titan prata, usando capacete branco, e disparou contra eles.

Os policias da DHPP entravam na canaleta dos ônibus, no sentido contrário. Logo que ouviram os disparos e viram a cena, foram rápidos e tentaram intervir. Os policiais deram voz de abordagem, houve troca de tiros, mas o atirador conseguiu escapar.

Dois rapazes foram surpreendidos por um motociclista, que emparelhou a moto e disparou contra eles. (Foto: Felipe Rosa)

Os dois jovens, de 20 e 22 anos, ficaram feridos. Eles foram atingidos pelos disparos de pistola calibre 380. Ambos foram encaminhados ao hospital, um para o do Trabalhador e o outro, ao Evangélico, um deles em estado grave.

Muitas pessoas estavam nos arredores quando o tiroteio se iniciou e algumas delas presenciaram toda a ação e se jogaram no chão. “Foi cena de filme e certamente os dois seriam mortos se não fosse a ação rápida da polícia, que estava no local certo e na hora certa”, disse uma das pessoas, que não quis se identificar.

Testemunhas disseram que mais de 10 disparos foram efetuados e destes pelo menos seis deles atingiram o veículo. “O que aconteceu foi uma situação típica de acerto de contas, onde o bandido estava, provavelmente, seguindo os dois rapazes. Neste caso o assassino não pensa em quem está por perto, porque a intenção era executar a dupla custe o que custar”, explicou o delegado Alexandre Bonzato, da DHPP.

De acordo com o delegado, o carro dos rapazes já possuía marcas de tiros, cobertas por adesivos, de outra situação. “Além disso, as duas vítimas já eram conhecidas da polícia, tinham passagens, e não temos dúvidas de acerto de contas”, disse.

Muitas pessoas estavam nos arredores quando o tiroteio se iniciou e testemunhas disseram que mais de 10 disparos foram efetuados. (Foto: Felipe Rosa)

As investigações seguem agora no sentido de apurar a vida pregressa dos rapazes, para chegar à autoria. Além disso, estojos foram recolhidos no local e serão importantes em possível futuro teste de balística.

Elemento importante para chegar ao autor será um dos rapazes. “Vamos aproveitar que ele está consciente e falando. O jovem, inclusive, deu informações que serão importantes para entendermos o que aconteceu”, contou o delegado, que não divulgou as informações passadas pelo rapaz para não atrapalhar as investigações.

A mãe deles estava dentro do mercado, sacando dinheiro. Ela foi levada à DHPP para colaborar com as investigações. “Além disso, como muitas pessoas presenciaram o tiroteio, alguém pode ter anotado a placa da moto. Qualquer informação sobre o motoqueiro pode ser passada para a gente, mesmo que de forma anônima”. O disque-denúncia da DHPP é o 0800-6431-121.

Vítimas foram atingidas por disparos de pistola calibre 380 e um deles ficou gravemente ferido. (Foto: Colaboração/Daniel Barbosa)