Ao encerrar o expediente em um supermercado na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), a operadora de caixa Pricieli Correa Bernardo, 19 anos, foi vítima de uma bala perdida. A jovem foi ferida na noite de sábado, quando um suposto traficante de drogas da região era executado por dois homens. Sinésio Cândido Pereira, 22, morreu dentro do Voyage placa ADY-6730, na Rua Arthur Martins Franco, (CIC). A garota foi baleada na mesma rua, e levada ao Hospital dos Trabalhador, onde continua internada.

De acordo com os investigadores da Delegacia de Homicídios, que ouviram a jovem no hospital, ela contou que por volta das 21h30 caminhava pela rua quando avistou uma moto preta, ocupada por dois homens. Eles se aproximaram do Voyage, cujo motorista, ao passar sobre uma lombada, fez a volta na rua e tentou despistar os ocupantes da moto. Estes, então, passaram a atirar contra o carro, e um dos disparos atingiu de raspão a barriga de Priciele, que estava do outro lado da rua. A jovem contou que um dos assassinos usava um capacete de cor clara e outro de cor escura.

Execução

Testemunhas disseram que após os primeiros tiros, o condutor do Voyage, um indivíduo conhecido por "Pudigo", perdeu a direção e colidiu contra o portão do quartel do Corpo de Bombeiros. Ele fugiu correndo, ileso, e abandonou Sinésio no banco do passageiro. Os assassinos então pararam a motocicleta e caminharam até o carro, onde o executaram com vários tiros de pistola 380.

Segundo moradores da região, Sinésio é um conhecido traficante de drogas da Vila Nossa Senhora da Luz, que tinha desavenças com alguns indivíduos que assassinaram o irmão dele este ano. A polícia irá investigar se se trata dos mesmos homens que cometeram o crime na noite de sábado. As investigações serão conduzidas pela Delegacia de Homicídios.