Nem mesmo a pesada multa aplicada ao paulista Ricardo Dourado Fontolan, que há dez dias foi autuado fazendo tráfico de pássaros silvestres, serviu de lição. Ontem, mais uma vez ele foi detido, utilizando o mesmo veículo e o mesmo comparsa, a caminho de São Paulo, desta vez levando 480 pássaros. A apreensão aconteceu no município de Palmeira.

Com a nova detenção, a Polícia Florestal de Ponta Grossa conseguiu a informação de quem eram os caçadores dos passarinhos e chegaram à casa de Elias Ferreira e Élder Ferreira. Os irmãos eram parceiros no crime ambiental e mantinham em cativeiro 534 pássaros.

"Também foram encontradas muitas armadilhas, cola, resina e munições", afirmou o tenente Dias, que participou da operação. Os dois foram autuados em flagrante.