As pessoas presas durante a Operação Fênix que a Polícia Militar deflagrou na quinta-feira (30), contra uma quadrilha suspeita de movimentar R$ 2 milhões por mês com o tráfico de drogas, em Curitiba e região, começam a ser interrogadas na semana que vem. O grande volume de presos 40 apenas na capital foi encaminhado ao Cope (Centro de Operações Policiais Especiais). A documentação relacionada ao último preso entregue na delegacia só ficou pronto por volta das 3 horas de sexta-feira. Outras três pessoas foram presas em Foz do Iguaçu.

A droga apreendida durante a operação, cerca de 6 quilos de crack, vai ser encaminhada para perícia.