A travesti conhecida como Nathália Sotero, identificada como Elias Otavio Crispim, 19 anos, foi assassinado, por volta das 2h30 de sábado (13). O crime aconteceu minutos depois de ela ter se desentendido com um cliente, no cruzamento da Rua Bom Jesus do Iguape, com a Rua Professora Joanita Bernett  Passos no Boqueirão, onde fazia ponto.

Segundo testemunhas a travesti morava na região, e era vista com frequência fazendo ponto durante a noite. Cerca de meia hora antes do crime, ela foi vista discutindo com um cliente, provavelmente por conta de um desacerto comercial.

O delegado Rubens Recalcatti, titular da Delegacia de Homicídios (DH) disse que apesar de outras travestis estarem fazendo ponto na região, ninguém deu detalhes do assassino. “Pelo que conversamos com as testemunhas, trata-se de uma discussão de momento, onde um suposto cliente discutiu com a vítima, saiu do local, provavelmente foi buscar uma arma e voltou para cometer o crime”, explicou o delegado.

Ele disse também que depois da briga, “Nathalia” continuou perambulando pelas ruas aguardando novos clientes, quando foi surpreendida pelo assassino. “Ela foi ferida com pelo menos três tiros. Sabemos que uma outra travesti estava com ela, mas não foi localizada depois do crime”, completou Recalcatti.