Allan Costa Pinto
A "patroa" Bernadete, Marcos
Alves e Antônio Teixeira Martins.

Um ponto de drogas que funcionava na Rua Bom Jesus do Iguape, 1510, na Vila Hauer, foi estourado por policiais da Delegacia de Antitóxicos. No local, foram apreendidas 37 pedras de crack. Apontada como a "patroa" do tráfico, Bernadete Ezídio dos Santos, 29, foi presa. Assim que a polícia chegou a mulher tentou se livrar de parte da droga e conseguiu jogar cerca de 40 pedras no vaso sanitário e puxar a descarga, mas a polícia conseguiu apanhar o restante. Também foram presos Antônio Teixeira Martins, 30 anos, e Marcos Alves, mais conhecido como "Neguinho", 34, e autuados em flagrante por tráfico de drogas pelo delegado Douglas Vieira, titular da Antitóxicos.

Segundo o delegado Osmar Dechiche, chefe da Divisão de Narcóticos (Dinarc), haviam várias denúncias de que a casa era um forte ponto de drogas e quem abastecia Bernadete e um outro homem, já identificado pela polícia, é um rapaz conhecido como "Daniel Seco". Os policiais fizeram campana nas proximidades da casa e perceberam que a movimentação de pessoas era intensa. "As denúncias têm grande importância no combate à droga. Para lograrmos êxito precisamos da colaboração da população", salientou Dechiche.

Dentro da casa estavam cinco pessoas consumindo drogas e três comercializando. "A dona do ponto é a Bernadete. Inclusive ela já respondeu por um artigo 12 (tráfico de drogas), que o advogado conseguiu desclassificar para 16 (uso de entorpecentes) na Justiça", contou Douglas. Segundo o delegado, Antônio e Marcos trabalhavam para a mulher entregando a droga para os viciados e verificando as encomendas. Ele disse que o fornecedor de Berna já está identificado. O delegado pede às pessoas que continuem denunciando o tráfico de drogas pelos telefones 181 e 3342-6713.

Bernadete alegou que é usuária e trabalha de doméstica na casa. "Minha patroa é a Cláudia", disse. Marcos e Antônio também justificaram que são usuários.