Três rapazes foram detidos pela polícia no bairro Mossunguê, armados com dois revólveres e uma pistola, por volta das 20h20 de ontem (13). Uma equipe da Rotam (Rondas Ostensivas Tático Móvel) do 12º Batalhão suspeitou dos três, que desciam a Rua Viriato Parigot de Souza, e estacionou a viatura para revistá-los.

Um deles tentou se livrar da arma que carregava, mas não teve tempo. Os outros dois, percebendo que estavam dominados, confessaram que também estavam armados.
 
Marcelo de Almeida Rodrigues, 24 anos, João Gabriel Ribeiro, 20, e Vilson da Silva, 23, foram autuados por porte ilegal de arma de fogo. A polícia acredita que eles estão envolvidos em assaltos contra residências. Um dos casos foi o roubo cometido contra uma casa no Seminário, em que foram levados os três automóveis da família.
 
“Com a divulgação das imagens deles várias vítimas poderão reconhecê-los. Eles alegaram que iriam roubar carros na rua, porém acredito que não arriscariam sair com três armas apenas para roubar automóveis. Andar com tanta arma é característica de quem quer invadir residências”, disse o soldado Kinipelberg, que participou da prisão.
 
Armas
 
Todos os três presos tinham passagem pela polícia, por roubo ou tráfico. Apenas Vilson, que será pai em alguns dias, quis tentar se justificar. Disse que iria roubar por necessidade. Ele assumiu que comprou um dos revólveres por R$ 2 mil. As três armas (um 38, um 32 e uma pistola 765), estavam com a numeração danificada.