Um roubo de carro terminou com a prisão do vigilante Thiago Moreira Costa da Cunha, 21 anos, do caseiro José Carlos de Andrade, 26, e do desempregado Ronei Góes Camargo, 18.

Eles foram detidos anteontem, por policiais militares do 20.º Batalhão, após bater o automóvel roubado em outros dois carros parados num sinaleiro, no Tarumã. Encaminhados à Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos, os três foram autuados em flagrante.

O assalto ocorreu por volta das 21h de terça-feira, em Almirante Tamandaré. A vítima chegava em casa com seu Gol placa BZE-1956, quando foi abordada por dois marginais armados. Ela chegou a ser agredida e, depois de dar queixa na delegacia local, seguiu para o Hospital Cajuru para ser medicada.

Fuga

Os bandidos estavam parados num sinaleiro da Avenida Victor Ferreira do Amaral, no Tarumã, sentido a Pinhais, quando uma equipe do 20.º Batalhão os localizou. Quando notaram os policiais descendo da viatura para abordá-los, os marginais aceleraram e fugiram.

Mais adiante, no viaduto da BR-476 (antiga 116), havia vários veículos parados no semáforo. Para fugir, o trio tentou passar entre dois deles e bateu nas laterais de um Ômega e um Palio APQ-0172. Com o acidente, foram alcançados e detidos.

Cínicos

Ronei, morador em Colombo e sem passagens pela polícia, portava dois revólveres calibre 38, segundo a polícia. Ele disse que levava as armas consigo, porque era ameaçado por conta de uma briga. José mora no Abranches e também não tem antecedentes.

Já Thiago, morador em Piraquara, tem passagem por porte ilegal de arma. Cinicamente, os três disseram em entrevista que “realmente o trabalho da polícia foi muito bom”. O Gol roubado e o trio foram encaminhados à Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos.