Três pessoas foram presas por participarem de uma rinha de galos, no município de Santo Antônio do Sudoeste, na região Oeste do Paraná, no sábado (26). A Polícia Ambiental de Foz do Iguaçu também apreendeu 49 galos no local.

Na abordagem, duas pessoas assumiram serem os donos de dos galos de briga. Os dois, além do responsável pelo evento foram multados e responderão pelo crime no Poder Judiciário.

O responsável pelo evento foi autuado na Lei de Crimes Ambientais (Lei 9605/98) em virtude da exposição dos animais a duelos esportivos causando maus tratos, cuja pena de Detenção é de 3 meses a 1 ano.

A multa ambiental para este tipo de crime é de R$ 500 a R$ 3 mil por animal apreendido, portanto, a multa mínima poderá chegar a R$ 24.500 e a máxima no valor de R$ 147 mil, valor este que será estipulado conforme a gravidade da prática do crime.

É a segunda operação, em menos de 15 dias, na região Oeste que buscou cumprir a Lei de Crimes Ambientais e impedir a prática descabida de ‘rinhas de galo’.