Osmário, Humberto e Pedro,
presos no Parolin.

Depois de passar 22 anos recolhido na Penitenciária Central do Estado (PCE), Pedro dos Santos, 43 anos, resolveu reincidir no crime e foi parar novamente no xadrez. Ele foi preso junto com outros dois comparsas, na noite de terça-feira, por tráfico de drogas.

Por volta das 23h, policiais militares do 13.º BPM realizavam um patrulhamento de rotina pelas ruas do Parolin, quando avistaram uma Kombi. Suspeitando que havia algo de errado com os três ocupantes do veículo, os policiais abordaram os homens no momento em que trafegavam pela Rua Piauí. Dentro da Kombi, que transportava uma carga de perfumaria, os PMs apreenderam uma mochila recheada com um quilo e meio de maconha. Os três alegaram que os entorpecentes eram para uso próprio, na tentativa de serem liberados.

Antecedentes

Pedro estava há um ano em liberdade condicional pelos crimes de assalto e seqüestro. O comparsa, Osmário José Mulazani Filho, 46, que dirigia o veículo, já respondeu por porte de tóxico e porte ilegal de arma. O terceiro preso, Humberto Gomes da Silva, 36, alegou ser usuário e disse que estava apenas de carona. Os três foram presos em flagrante.