Um homem, de 33 anos, morreu depois de invadir uma residência, no final da Rua Izolina Moletta Maurer, na Vila Sandra, Cidade Industrial. Segundo o tenente Alison, a ex-mulher de André Barradas contou que ele era usuário de drogas e morava a três quadras de onde morreu. André tinha surtos psicóticos e mania de perseguição. Ele costumava invadir casas na região para “fugir de seus fantasmas”.

Ontem, por volta das 8h, um morador acionou a polícia dizendo que o invasor caminhava alucinado pelo telhado na tentativa de furtar a casa. Ele teria entrado pelos fundos, já que na fachada existe arma farpado, e morreu na varanda da residência. Em princípio, André teria morrido em decorrência de queda. Mas segundo o tenente, os socorristas do Siate não constataram nenhuma lesão no corpo. “Ele pode ter sofrido um mal súbito”, disse o policial.

Segundo a PM, André já esteve preso várias vezes e, em sua ficha criminal, consta que ele sofria surtos psicóticos por causa do uso de drogas. Depois que ele se separou da mulher, as crises teriam piorado. Exames complementares no Instituto Médico-Legal vão determinar o que matou André.