Oitenta e duas pedras de crack, R$ 430,50, um cachimbo, uma calculadora e um telefone celular foram apreendidos por policiais militares do Batalhão de Choque, na tarde de ontem, em uma casa, na Rua Ângela Navarine Escotti, n.º 225, Conjunto Palmeira, no Tatuquara. Josélio, 39 anos, João, 18 anos, Ana, 36, e Jorge Cordeiro, 30,foram detidos e conduzidos ao 13.º Distrito Policial (Tatuquara).

O sargento Daniel, do Batalhão de Choque, informou que a equipe estava em patrulhamento pela região, quando um homem correu para dentro da moradia, ao avistar a viatura. Os policiais desconfiaram e foram ver o que estava acontecendo. Ao vistoriarem a casa acharam a droga e deram voz de prisão para o quarteto.

Confissão

O único que confirmou que estava comercializando drogas foi Jorge Cordeiro. Ele contou que já cumpriu pena durante três anos por tráfico de drogas em Mogi Guaçu (SP). “Eu tenho uma família lá e outra aqui. Sempre viajo”, ressaltou. Jorge revelou que tem uma grande clientela no Tatuquara. “Não digo que o local é bom, porque não dá para ficar rico. Mas quando tenho droga, vendo cerca de 60 pedras por dia”, disse Jorge.

Quanto aos outros detidos, ele informou que João é de Mogi Guaçu e só estava passeando em Curitiba, Ana é sua namorada e não tem nenhum envolvimento com o tráfico e Josélio é viciado. Jorge justificou que estava recebendo aposentadoria, porque não tinha condições de trabalhar. “Cortaram o benefício. Tinha que fazer alguma coisa para sustentar a minha família”, argumentou.