Após tomar posse a vereadora de Ponta Grossa Ana Maria Holleben (PT) desapareceu ontem, por volta das 16h30, após deixar o Cine Teatro Ópera onde ocorreu a solenidade. A vereadora deveria seguir para a Câmara Municipal onde ocorreria a eleição da Mesa Executiva a partir das 17h. A ausência dela com o agravante de suspeita de sequestro fizeram com que 11 vereadores se negassem a participar da sessão, que foi remarcada para ás 10h de hoje.

Segundo a assessoria da Câmara de Ponta Grossa, o adiamento foi devido à falta de quórum já que o regimento interno prevê que estejam presentes pelo menos 12 dos 23 vereadores para a votação. A vereadora é prima do ex-prefeito e deputado estadual Péricles de Holleben Mello (PT). O poder de decisão do voto dela na eleição poderia ter motivado o sumiço.

A 13ª Subdivisão Policial de Ponta Grossa investiga o caso auxiliada do Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial (Grupo Tigre). As primeiras informações dão conta que o carro da vereadora foi encontrado abandonado e com os pneus furados.