A mistura de drogas com remédios e álcool fez um homem ficar descontrolado e dar trabalho para a Polícia Militar na manhã de hoje (2), em São José dos Pinhais. Depois de brigar com a esposa ele destruiu tudo o que tinha dentro de casa, e demorou uma hora e meia para se entregar.

Já sabendo que O.S., 35 anos, estava muito nervoso, a esposa e a filha de dez anos do casal dormiram na casa da avó da criança, ao lado da residência do casal, na Rua dos Monges Beneditinos, Borda do Campo. Por volta das 6h, a família não conseguia mais dormir porque O.S. ouvia música em alto volume.

A esposa foi até a casa ao lado e brigou com O.S., que ficou completamente descontrolado. Ele trancou a porta de entrada deixando a esposa para fora, começou a quebrar tudo o que via pela frente, jogou objetos pela janela e fez ameaças. Sem saber o que fazer para controlá-lo, a esposa chamou a Polícia Militar às 7h.

Os policiais tentaram entrar na casa, mas O.S., com uma faca na mão, disse que os mataria e que não iria se entregar. Ele ameaçou até cometer suicídio e continuou quebrando vidros e destruindo eletrônicos.

Depois de um certo tempo tentando conversar, os policiais mudaram a tática e ignoraram O.S., enquanto aguardavam a chegada de negociadores do Comando de Operações Especiais (COE).

Às 8h30, antes da equipe chegar, O.S. decidiu sair pela janela da casa já que ninguém o respondia, e caiu ferido com os estilhaços. Ele foi socorrido por uma equipe do Samu e encaminhado ao Hospital São José.

Mesmo fraco com a perda de sangue que sofreu, ele continuou xingando policiais e socorristas. Ele será novamente encaminhado para tratamento da dependência química. A esposa e a filha voltaram para casa, para contabilizar o prejuízo.