O velho hábito do pedreiro João Carlos Alves Dre, 36 anos, de tocar violão e visitar um bar localizado na Rua Frei Beda de Gavello, no bairro Tranqueira, em Almirante Tamandaré, terminou de forma trágica às 15h30 de sábado (29). Foi o segundo homicídio no município, no sábado.

Segundo testemunhas, um homem moreno chegou ao bar e pediu uma dose de cachaça. Quando o comerciante se virou para servir o suposto cliente, o assassino sacou um revólver e atirou no violeiro. João morava com uma mulher em Rio Branco do Sul, mas tinha uma amiga em Almirante Tamandaré, onde ficava de vez em quando. Ele tinha passagem pela Lei Maria da Penha.

Na madrugada, na Rua Antônio Johnson, no Jardim Roma, um jovem que não portava documentos foi recolhido morto a tiros perto da linha do trem. Ele foi reconhecido mais tarde como sendo o estudante Daniel Fernandes dos Santos, 15 anos.