A violência em Curitiba e região metropolitana foi tema de vários pronunciamentos na sessão de ontem, 5, da Assembleia Legislativa, onde a bancada governista derrubou mais um pedido de convocação do secretário de Segurança, Luiz Fernando Delazari. A convocação foi proposta pelo deputado estadual Valdir Rossoni (PSDB).

Dos petistas Tadeu Veneri e Péricles de Mello ao líder da oposição, Elio Rusch, todos abordaram o crescimento do número de assassinatos em Curitiba. No final de semana, oito pessoas foram chacinadas no bairro Uberaba.

“A cada vinte e quatro horas morre um jovem em Curitiba e região. Tão grave quanto a ação dos bandidos também é a escalada da violência oficial”, disse Veneri, que tem chamado a atenção para os casos de mortes de jovens em confronto com a polícia. “Nós deputados não podemos ficar de braços cruzados como se nada tivesse acontecendo. Não é possível que essa Casa fique esperando, é preciso agir”, defendeu Rusch. Ele afirmou que a convocação do secretário é necessária para que os deputados possam ser informados sobre as ações do governo para conter a violência.