Permanece sem identificação no Instituto Médico Legal (IML), o rapaz assassinado com um tiro no coração, às 2h de segunda-feira, na Rua Cezário Kuroski esquina com a Travessa Um, Vila Sandra, na Cidade Industrial.

Moradores contaram à polícia que uma pessoa – provavelmente a vítima – corria e ao mesmo tempo gritava desesperadamente: “Ladrão!, ladrão!, socorro!, socorro!”. Os gritos foram silenciados por um disparo. Em seguida, alguém falou “vamos embora, Paulinho”. Ferida, a vítima ainda conseguiu pular o muro e caiu no quintal de uma residência, onde morreu.

O desconhecido tem aproximadamente 30 anos e não havia sido identificado até o final da tarde de ontem. No bolso, não havia documentos, apenas R$ 10,00, e nas mãos ele segurava R$ 2,00. “Vamos aguardar a identificação para intensificar as investigações”, informou o superintendente Miguel Gumiero, da Delegacia de Homicídios.