Pela terceira vez em menos de um mês, homens armados tomaram de assalto um veículo que transportava 17 mil vales-transportes, avaliados em R$ 23 mil. A ação não deixa dúvidas de que uma quadrilha especializada neste tipo de delito está agindo em Curitiba e pode ser a mesma que no final de maio assassinou a tiros o funcionário da Prefeitura Municipal de Campo Magro, Sérgio Manfron, 49 anos, quando ele reagiu a um roubo. Ontem à tarde, às 15h, dois indivíduos renderam Luiz Sérgio, funcionário do Clube Curitibano, e roubaram a camioneta Sprinter, placa AHA-7697, onde estavam sendo transportados os vales recém-adquiridos na Urbs e que seriam entregues aos funcionários do clube.

O assalto ocorreu na Rua Francisco Torres, no centro. De acordo com as queixas registrada por Luiz Sérgio nas delegacias de Furtos e Roubos e Furtos e Roubos de Veículos, ele havia estacionado o carro e imediatamente foi abordado por dois homens – brancos, aparentando ter cerca de 35 anos e armados – que o obrigaram a entregar as chaves do automóvel. A dupla fugiu levando o veículo e os vales. Até o final da tarde de ontem a Sprinter ainda não tinha sido localizada.

Outros casos

No dia 7 passado, a vítima foi a empresa Gava e Cia. Ltda., cujo funcionário também foi dominado logo após ter adquirido os vales na Urbs e forçado a entregar o carro da empresa com a carga no porta-malas. Uma hora depois o carro foi encontrado abandonado na Avenida Senador Souza Naves, Cristo Rei, sem os vales. Naquela ocasião, o funcionário da Gava disse acreditar que os ladrões o estavam observando à distância e devem estar fazendo isso para descobrir quem adquire grandes quantidades de vales para roubá-los. Possivelmente, eles passam informações sobre o carro que sai da Urbs com a mercadoria para cúmplices que executam o roubo.

Assassinato

No dia 28 de maio Sérgio Manfrom foi baleado na Rua Visconde de Nacar ao tentar impedir que assaltantes levassem sua carga de vales-transporte, avaliada em R$ 10 mil. O homem morreu dentro da ambulância do Siate, minutos após ser ferido.

Os ladrões levaram a Kombi da Prefeitura de Campo Magro com toda a carga de vales dentro, sendo o veículo abandonado algumas quadras adiante. Até agora, o caso não foi esclarecido.