Você sabe o que passa na sua pele todos os dias? Em 2022, cientistas da Holanda descobriram micropartículas de plástico no sangue de doadores anônimos. Ou seja, a poluição que geramos para o meio ambiente, está voltando para nossos organismos. Com isso, é importante estar sempre alerta aos produtos que aplicamos na nossa pele.

“Os cosméticos convencionais possuem uma série de ativos que entram em contato direto com a pele e são prejudiciais à saúde e ao meio ambiente. Por isso é importante se informar e ficar atento aos rótulos dos produtos antes de fazer uma compra”, explica Priscilla Criminacio, co-fundadora da empresa de biocométicos All.me, nutricionista e especialista em cosmetologia natural.

LEIA TAMBÉM:

>> Covid longa pode apresentar ao menos 62 sintomas; veja a lista completa

>> Obsessão por alimentação saudável pode gerar problemas de desnutrição

Abaixo alguns ingredientes nocivos para a pele e para o meio ambiente presentes em muitos cosméticos convencionais.

  1. Petrolatos

Presente em produtos para os cabelos e a pele, além de protetores labiais e batons, o Petrolato é um derivado do petróleo e pode estar contaminado por impurezas cancerígenas. Ele cria uma camada superficial que impede pele e cabelos de respirarem, obstruindo os poros.

Fique atento aos rótulos para os seguintes nomes: Petroleum oil (Petróleo), Petroleum Jelly (Óleo de Vaselina), Petrolatum (Petrolato), Mineral Oil (Óleo Mineral), Mineral Jelly (Geléia Mineral), Liquid Parafin (Parafina Líquida).

  1. Parabenos

São usados em muitos produtos para o corpo, rosto e cabelos como conservantes. Podem causar alergia e irritação na pele, além de interferir no funcionamento hormonal.

O acúmulo dessa substância no organismo pode gerar doenças como câncer de mama, alterações endócrinas e alterações de fertilidade.

Nos rótulos pode aparecer com os seguintes nomes: Paraben (Parabeno), Methylparaben (Metilparabeno), Butylparaben (Butilparabeno), Propylparaben (Propilparabeno).

  1. Plásticos e plastificantes

Estão presentes em produtos para cabelos, esfoliantes, pasta de dentes e hidratantes. São usados para adicionar viscosidade, fixação de cores e microesferas de plástico.

Entre seus efeitos negativos temos a desregulação hormonal, ligada ao câncer de mama e diminuição de fertilidade masculina. Além disso, não são biodegradáveis poluindo a água e afetando os animais selvagens.

Nos rótulos aparece com os seguintes nomes: Polyethylene (Polietileno), Polythene (Politeno), PE ou Phenoxyethanol (Fenoxietanol), Phthalates (Ftalatos).

  1. Triclosan

Presente em cremes dentais, sabonetes e desodorantes, também é usado como conservante, devido a sua propriedade bactericida.

Seu uso contínuo pode desregular o sistema de defesa do organismo e por não ser biodegradável também é nocivo para plantas e animais, contribuindo para a poluição do planeta.

Para resolver esse problema basta trocar os produtos convencionais por cosméticos naturais, compostos por fitoativos e substâncias seguros, veganos e cruelty free.