O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, disse em duas redes sociais que a cepa Darwin, uma variante da influenza H3N2, tem aparecido em diversos estados do país.

A nova variante é a responsável pela epidemia de gripe fora de época em curso em São Paulo, Rio de Janeiro, entre outros estados.

“Uma nova cepa do vírus Influenza A, H3N2, Darwin, vem sendo cadastrada em nossos sistemas, em vários estados do país. Por isso recomendamos que todos os cuidados relacionados à saúde sejam priorizados, o uso de máscaras, a higienização das mãos ainda é sumariamente importante”, disse.

Cruz ressaltou ainda que o vírus da gripe e o vírus da Covid-19 atacam o sistema respiratório e causam sintomas parecidos. Por isso, é importante que as pessoas mantenham os cuidados não farmacológicos e se vacinem.

As vacinas atuais contra a gripe não estão preparadas para enfrentar essa cepa.

Ainda assim, dizem especialistas, tomar a vacina é uma boa forma de estar preparado ante outras ameaças. Além do benefício individual, evitar o adoecimento é uma maneira de contribuir para aliviar a demanda por atendimento em serviços de saúde.

Segundo o Instituto Butantan, a vacina contra a influenza que será distribuída no Sistema Único de Saúde em 2022 já está em produção. Ela será entregue à população em março deste ano e conterá a proteção contra a cepa Darwin.

Mutações constantes nos vírus da gripe –os mais comuns no mundo–, que levam a novas variantes, são comuns.

Por isso mesmo, a OMS (Organização Mundial da Saúde) faz o monitoramento constante das variantes de em circulação e, duas vezes ao ano, recomenda quais devem ser as mudanças nas vacinas.

 

Pantanal

Juma atira nos pés de Jove

Loterias

Veja o resultado das loterias desta terça-feira!

Inverno Chegou

Veja como será o primeiro dia de inverno em Curitiba

Além da Ilusão

Lorenzo declara seu amor por Letícia