Com o aumento da procura por atendimento de crianças com sintomas respiratórios na rede de saúde (pública e privada) de Curitiba neste período do ano, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) readequou seus sistema, destinando 11 unidades de saúde para atender quadros respiratórios.

A alteração no sistema prioriza atendimentos emergenciais, sem deixar de acolher todos os que procuram os serviços de saúde, em uma resposta antecipada ao momento.

LEIA TAMBÉM:

>> Policial Federal atira contra quatro pessoas em posto de combustíveis em Curitiba; Uma morreu

A Secretaria da Saúde mantém a Central 3350-9000 para atender por telefone quem apresentar sintomas respiratórios leves. Desta forma, desafoga as Unidades de Saúde para receber os casos moderados e deixa as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) apenas para quem apresentar sintomas mais graves, de urgência e emergência.

Historicamente, Curitiba registrou a partir de março aumento nos casos de doenças respiratórias – especialmente em populações imunologicamente mais vulneráveis, como as crianças. Essa tendência confirmou-se neste mês de abril e deve seguir crescente ainda nas próximas semanas.

Onde buscar atendimento para cada sintoma

Sintomas respiratórios leves

  • Coriza (nariz escorrendo)
  • Congestão nasal (nariz trancado)
  • Dor de garganta
  • Tosse
  • Perda de olfato e paladar
  • Febre baixa (igual ou acima de 37,8 ºC) com menos de 24 horas
  • Dor de cabeça
  • Dor no corpo

Onde ir: fique em casa e ligue para a Central 3350-9000, que funciona todos os dias, das 8h às 20h
 

Sintomas Respiratórios Moderados

  • Febre (igual ou acima de 37,8 ºC) por mais de 24 horas
  • Febre que não melhora com uso de antitérmicos (paracetamol ou dipirona)
  • Vômitos que não melhoram com medicação
  • Fraqueza
  • Sensação de falta de ar
  • Respiração acelerada
  • Dificuldade para respirar, mas consegue falar e/ou comer/mamar (no caso de bebês)
  • Chiado no peito
  • Pontas dos dedos arroxeadas

Onde ir: procure uma das 11 unidades de saúde com atendimento exclusivo para esses casos (confira a lista aqui). De segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, e no sábado, das 8h às 17h.

Sintomas respiratórios graves – Urgência e Emergência

  • Lábios arroxeados
  • Gemidos
  • Dificuldade para falar devido à falta de ar
  • Dificuldade para comer e ingerir líquidos devido à falta de ar
  • Criança que não consegue mamar devido à falta de ar
  • Dificuldade para ficar acordado
  • Confusão mental
  • Febre muito alta (igual ou acima de 39 ºC)
  • Manchas vermelhas/ roxas no corpo
  • Lábios e/ou olhos inchados

Onde ir: procure uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), todos os dias, atendimento 24 horas. Confira aqui os endereços.

Estreias

Veja 10 séries e filmes que chegam nesta semana na Netflix

Quanto Mais Vida, Melhor

Tina decide sair com Roni

Pantanal

Guta dá ultimato em Tenório

Destaque da semana

O que você precisa saber antes de ver o polêmico filme sobre Marilyn Monroe