Aquela ceia farta de fim de ano é uma tradição do brasileiro, que capricha nas receitas e na quantidade de comida para as festas de Natal e Réveillon. Mas como fazer para reaproveitar a comidinha gostosa que sobra sem que haja risco para a saúde?

“Para não estragar a festa com uma doença de origem alimentar, tome algumas medidas simples na conservação, que garantem um alimento seguro e saudável”, afirma a nutricionista Jéssica Finger, pós-graduanda em Ciência dos Alimentos na Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP e integrante do Centro de Pesquisa em Alimentos (Food Research Center – FoRC).

+ Leia mais: Neve em Curitiba, reação da vacina, churrascarias fechando e “corno trollado” bombaram em junho de 2021

Abaixo, ela dá dicas necessárias, além de sugerir receitas para o reaproveitamento das sobras.

Conserve bem as sobras para ter segurança

  • Todos os alimentos preparados devem ser conservados na geladeira, antes e depois da ceia.
  • Os alimentos perecíveis devem ser refrigerados dentro de duas horas após saírem do forno ou da geladeira. Após duas horas, esses alimentos entram na chamada Zona de Perigo (entre 5 e 60°C) – condições de temperaturas propícias para as bactérias se multiplicarem rapidamente e fazerem com que os alimentos se tornem inseguros. Assim, alimentos deixados fora da refrigeração por mais de duas horas devem ser descartados, para prevenir possíveis doenças transmitidas por eles.
  • Um fator determinante para garantir maior durabilidade dos alimentos na geladeira é escolher adequadamente os recipientes que serão utilizados. O ideal é fazer uso de recipientes para conservar o alimento e vedar com tampa ou, caso não houver, com embalagens plásticas, como o plástico filme. Assim, além de não ocorrer absorção de umidade, a embalagem também impedirá a entrada de bactérias e fungos.
  • Alimentos prontos que sofreram tratamento térmico (cozimento, por exemplo) podem ser refrigerados até 4°C e mantidos por 48 horas (2 dias) ou congelados a -18°C e mantidos por 30 dias. As bactérias que causam intoxicação alimentar não se multiplicam no congelador, por isso é seguro comer por muito mais tempo.

Reaquecer as sobras é preciso

  • Ao reaquecer no micro-ondas, tampe e espalhe os alimentos para aquecer uniformemente. Disponha os alimentos uniformemente em um prato de cerâmica ou vidro para micro-ondas coberto e adicione um pouco de líquido, se necessário.
  • Reaqueça molhos, sopas e caldos, levando-os à fervura.
  • As sobras são seguras para comer, quando reaquecidas, atingindo uma temperatura interna de 74°C.
  • Atenção! Uma vez que um alimento pronto congelado for descongelado, não é recomendado congelar novamente. A qualidade desses alimentos é alterada no processo de congelamento/descongelamento, afetando suas características sensoriais.

Incremente o cardápio com as sobras

  • Arroz: uma receita clássica com sobras de arroz é fazer um saboroso arroz de forno. O bolinho de arroz também é uma preparação simples e prática para evitar o desperdício do arroz que não foi consumido.  
  • Carnes: as sobras de carnes são ótimas para fazer bolinhos com arroz e até mesmo sanduíches quentes. Também servem para fazer risoto ou um arroz carreteiro.
  • Frutas: as que não foram consumidas, mas em bom estado de conservação, podem ser reaproveitadas em uma salada de frutas ou suco ou até um picolé caseiro para refrescar no verão. Outra sugestão é fazer um bolo de frutas.    
  • Panetone ou chocotone: podem ser reaproveitados para fazer uma rabanada, passando leite e ovos, fritando e depois polvilhando com açúcar e canela. Outra opção é fazer torradas assadas no forno.
  • Castanhas e frutas secas: podem ser usadas em receitas simples como no arroz ou até mesmo na salada.
Nova novela

Conheça o elenco principal de “Poliana Moça”

Quanto Mais Vida, Melhor

Flavia/Guilherme se esconde no bar de Teca

Além da Ilusão

Davi pede desculpa a Isadora por tê-la beijado

Confira!

John Wick 2 e mais filmes e séries chegam nesta semana na Netflix