Depois de quase quatro meses parado em Curitiba, o Circo Vostok voltou a fazer apresentações. Na noite de sexta-feira (09), os artistas subiram novamente ao picadeiro. No entanto, o público não esteve sentado nas arquibancadas, mas pode curtir a magia circense dentro do próprio automóvel, ou seja, no drive-in do circo considerado o mais famoso do Brasil. A volta do circo coincidiu com a liberação de cinemas, museus e teatros para um público de até 50 pessoas a partir deste sábado (10), na capital paranaense.

LEIA MAIS – Litoral do Paraná se prepara pra temporada de verão com cuidados para turistas e moradores

Com a pandemia do novo coronavírus, a última sessão ocorreu no dia 14 de março, em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. Com a incerteza do retorno, a direção do Vostok decidiu que Curitiba seria um bom destino para aguardar a volta. A identificação com a cidade, o carinho do público e fato de ser uma capital importante do país, foram motivos que pesaram nesta decisão.

Enquanto ainda aguardavam por questões sanitárias e liberações, os 38 funcionários tiveram autorização para vender produtos ligados ao circo nos sinaleiros, como a Tribuna do Paraná mostrou em setembro. Maçã do amor, algodão doce, pipoca e bolas coloridas eram comercializados no cruzamento da Rua Imaculada Conceição com a Avenida Senador Salgado Filho, no bairro Prado Velho, na Linha Verde. Sem a bilheteria dos espetáculos, a companhias circenses não tiveram condições de pagar os salários semanalmente.

Para sobreviver, artistas do circo venderam bolas e doces no semáforo da Linha Verde. Foto: Gerson Klaina / Tribuna do Paraná

Outra forma importante de colaboração neste período de pandemia foi a criação de uma vakinha virtual.  Christiane Amend da Cruz e a filha Natália adoram o mundo circense e foram surpreendidas ao parar no sinal e perceber que os vendedores fazem parte do circo Vostok e decidiram ajudar, com a vakinha. Em menos de um mês, a meta estabelecida de R$ 5 mil bateu quase na metade. Este valor, Christiane repassou ao circo que utilizou o dinheiro para conseguir a reabertura no sistema drive-in.

LEIA AINDA – Parque de Vila Velha ganha quatro novas atrações pra divertir os turistas em meio à natureza

“Foi uma ajuda muito importante e fico muito contente em saber que o dinheiro foi utilizado para pagar parte das taxas em alvarás e licenças. Importante ressaltar que a vakinha permanece, pois a dificuldades deles continua. Não vai ser no drive-in que eles irão se recuperar, mas já é um bom início. Fiquei bem emocionada ao saber da volta. Ainda não fui, mas logo estarei ali pertinho deles”, comentou Christiane.

Drive-In

Para acompanhar as sessões do Vostok (horários abaixo), os interessados precisam ligar para o circo para garantir uma vaga dentro do estacionamento. A compra do ingresso é on-line e são 24 posições que ajudam a ter uma visão do espetáculo. Cada sessão dura 1h30 com atrações com palhaços, malabares, trapézio, mágica e shows com personagens infantis como Fronzen, Minions, Capitão América, Transformers e Homem de Ferro.

LEIA MAIS – Curitiba volta a receber shows nacionais com Maiara e Maraísa em estrutura “anti-covid”

O diretor-executivo Fernando Fischer, reforçou que os artistas estavam ansiosos para voltar ao trabalho e que tudo foi pensado para dar segurança ao público. “Sem dúvida ainda estamos acostumando com tudo isto. O emocional ficou muito abalado, mas com sessões durante um dia já deixaremos tudo perfeito. A nossa preocupação ficou no posicionamento do artista, pois é preciso que todos vejam com qualidade o espetáculo. Além disto, todos os produtos que são comercializados precisam estar higienizados e protegidos conforme os protocolos de segurança municipal e estadual”, disse Fernando.

Serviço

Circo Vostok
Endereço: Rua Imaculada Conceição, 2090, Prado Velho (próximo à PUC-PR e à Havan do Parolin).
Telefone para reservar um box – (41) 99214-8675
Horários: Sexta às 20h; Sábado, Domingo e Feriados às 6h, 18h e 20h.
Valor: R$ 80,00 por veículo – a compra pode ser feita on-line.