Literatura das boas, blues de qualidade, bom papo e a possibilidade de algumas viagens etílicas são as promessas para o lançamento do livro Assim Somos (Kotter Editorial), primeiro livro de contos do jornalista paranaense Tomás Eon Barreiros. Nesta quarta-feira (26), a partir das 18h30, no Jokers, o Beto Blues Trio recepciona os convidados do evento, que apresenta aos apaixonados pelo gênero literário a chance de curtir cada um dos dez textos selecionados pelo autor.

Descrito dessa forma em seu material de divulgação (“Em seu primeiro livro de contos, Tomás Eon Barreiros expõe em carne viva o atrito das relações familiares, sociais e sexuais que, por vezes, tentamos esconder”) a obra é mais uma realização do incansável Tomás, um viciado em aprender que, periodicamente, busca, em novas experiências, matar sua infinita sede de conhecimento.

“Os leitores em geral podem esperar um livro escrito com amor, com dedicação, com cuidado, com sentimento. O autor sempre tem esperança de que o livro seja bom para quem lê, mas é sempre uma incógnita. Até o momento, felizmente, tenho recebido retornos bem animadores”, disse à Tribuna.

O texto de apresentação é de João Anzanello Carrascoza, que fala sobre as narrativas sensíveis e plurais dos textos de Tomás. “O conjunto de histórias insinua a nossa condição contemporânea, de incertezas sólidas, embora também enseje esperanças de transformação”, aponta. Em Assim Somos, o narrador tanto pode descobrir segredos inconfessáveis de gente comum quanto testemunhar ajustes de contas em que perdão, sonhos e amores são possíveis.

Na orelha do livro, o escritor Otto Leopoldo Winck destaca a linguagem ativa dos contos. “Não há aí nem o neobarroquismo roseano, nem a secura brutalista de boa parte da prosa contemporânea. Tomás é moderno, sem ser modernoso. A experiência com o jornalismo, se lhe empresta à prosa certa agilidade, não a contamina com os seus cacoetes”.

Viciado em aprender

Tomás Eon Barreiros nasceu em Cambará-PR, em 1962. Publicou um livro de poesia (Tanto ou Tão Pouco) e escreveu duas peças teatrais, além de livros na área de Comunicação. É jornalista, ator e dublador e já foi (ou quase) um tanto de outras coisas mais. Começou sete graduações (Medicina, Direito, Odontologia, Psicologia, Mediação, Jornalismo e Gastronomia), mas terminou “apenas” as duas últimas. Fez ainda quatro especializações em áreas diferentes, mestrado, doutorado, pós-doutorado, além de estudar idiomas e música.

“[Aprender] é um hábito, é um vício, que tem relação com meu insaciável desejo de abraçar o mundo. Há muito que conhecer, ser e fazer, e uma vida apenas é pouco para isso. E ainda viajo sempre para conhecer novos lugares, culturas e pessoas. Vivi muitas experiências incomuns para a maioria das pessoas. Mas queria ter mais vidas para fazer mais e mais coisas”, contou o autor, que destaca uma de suas paixões, atuar, como a chance de viver outras vidas na pele de seus personagens.

Próximas aventuras

O “Tomás ator” tem compromissos mais do que certos para 2022. “Neste ano, espero atuar em dois longas-metragens. Num deles (Dor, Fé e Andorinhas, belíssimo projeto do diretor Müller Barone), estou no elenco principal, estamos preparando o filme (atualmente na fase de captação de investidores) desde o início da pandemia”, disse. O outro projeto é de uma das principais produtoras locais, mas ainda em fase de seleção de elenco.

No teatro, outra de suas paixões, Tomás vai participar de uma peça infantil do diretor Surian Barone (que dirigiu a peça Outrofobia, também de Tomás). Na literatura, Tomás tem projeto para mais dois livros: um de contos curtos e outro de poesia.

A agenda prevê ainda viagens a passeio (“passeio”, já que Tomás gosta de fazer verdadeiras imersões nas culturas de outros países, via de regra acompanhado pelo filho). “Assim que as condições da pandemia permitirem, pretendo fazer mais uma viagem com meu filho, grande companheiro de viagem. Temos dois roteiros preparados: países balcânicos (no inverno) e países bálticos (no verão). Quando pudermos viajar, vamos para essa aventura”.

SERVIÇO

Livro: Assim Somos (Kotter), Tomás Eon Barreiros

Preço: R$ 30

Quando: 26 de janeiro das 18h30 às 21h30.

Onde: Jokers Pub (R. São Francisco, 164, Centro, Curitiba-PR)