Já é o segundo ano que as escolas não podem organizar as tradicionais festas juninas, um dos eventos mais aguardados pelos alunos e familiares da educação infantil. Mesmo diante do isolamento social, para ajudar os educadores a se reinventarem e não deixar a festividade de lado.

Segundo a Assessora Pedagógica do SAE Digital, Silvia Regina Figueiredo, é vital manter a festa no calendário escolar, uma vez que ela é muito importante para estimular o engajamento dos alunos ao trazer atividades dinâmicas que saem da rotina, além de promover a participação da família.

“Mesmo no formato online, a festa junina é fundamental porque traz atividades lúdicas que podem ajudar a promover a cultura digital, competência essencial para os dias atuais. Ou seja, a comunicação e a interação entre todos a partir da tecnologia, amplia as possibilidades quando não se pode realizar atividades presenciais”, explica.

Como fazer uma festa junina online

Decoração

A primeira dica é usar a aula de arte para confeccionar bandeirinhas, balões e adereços que remetem à comemoração. No dia da festa, a proposta é que os alunos estejam todos vestidos a caráter e com o espaço da sua casa decorado com suas próprias artes. Essa atividade é uma forma de estimular a participação da família neste momento em que os alunos têm restrições no contato social. Antes e durante o evento, os familiares podem, por exemplo, gravar vídeos e tirar fotos para compartilhar nas redes sociais da escola.

Brincadeiras

As brincadeiras também podem ser feitas de forma online, como o tradicional bingo, que pode ter um formato on-line e ao vivo por meio de uma plataforma digital. Assim, os alunos e as famílias participam em casa e recebem o prêmio pelos correios ou mediante retirada na secretaria. As cartelas podem ser distribuídas ou vendidas on-line. Uma dica são os diversos sites e aplicativos que geram cartelas de bingo. Para gerar interação entre os participantes, o sorteio dos números pode ser ao vivo. A outra dica é para a pessoa que for comandar a diversão estar vestida à caráter e montar um cenário com uma decoração típica, convidando os participantes a entrarem no clima da festa.

Quadrilha

Muitas pessoas podem se perguntar, mas como adaptar a dança típica? É possível e ainda mais sem perder a sua essência. A proposta é ter algum educador para realizar ensaios de uma dança, por meio de vídeo aulas e, no dia do evento, fazer uma apresentação individual em um encontro on-line, em que todos estão vestidos a caráter e com músicas típicas para acompanhar..

Comidas Típicas

A sugestão aqui é montar uma caixa com diversas opções de guloseimas ou até mesmo realizar uma aula on-line ao vivo, com a participação dos alunos, para ensinar-lhes a fazer pratos típicos da festa junina, com a supervisão de um familiar. Para aumentar ainda mais a diversão, a proposta é que todos esses alimentos sejam aspectos da cultura nacional, como o milho, aipim  ou mandioca ou macaxeira, assim como batata doce assada, entre outros alimentos que fazem parte da mesa do brasileiro.

Silvia Regina reforça ainda que existem diversas alternativas para proporcionar o evento, com segurança e muita diversão. “O que vale é explorar, criar e inovar com o propósito de levar  entretenimento em tempos em que qualquer coisa que possa trazer alegria e distração para a sociedade é mais do que válido”, conclui.