Crianças em casa ou na escola frequentemente recebem a tarefa de desenhar ou colorir. Muito se engana aquele que pensa que é uma perda de tempo ou um mero passatempo sem função. Na verdade, é algo que as crianças precisam fazer.

Desde muito cedo elas desenham e pintam ilustrações. É comum encontrarmos uma criança fazendo uma casinha, desenhando os amigos, a família, cenas cotidianas e até mesmo representando pelo desenhar as mais variadas cenas, paisagens e até pensamentos. O ato é simples, mas o aprendizado enorme!

+Leia mais! Escolas criam alternativas além das aulas online para matar saudades dos alunos

O colorir também faz parte desta parte da vida de modo intenso. As crianças decidem as melhores cores, harmonizam tonalidades, aprendem a identificar contrastes, harmonizações, combinar cores. Desenhar e colorir são atividades muito presentes durante a infância e não é para menos. Elas estimulam de um modo tão amplo a criança, que contribuem para um melhor desenvolvimento de múltiplas maneiras.

Benefícios que as crianças têm tanto ao desenhar quanto ao colorir:

1-Aumento de conexões cerebrais: pintar com dos dedos ou com as mãos estimula a integração sensorial e gera uma grande quantidade de conexões cerebrais, o que facilita a aprendizagem de outras coisas com as quais a criança tem contato.

2- Ampliação da criatividade: desde as chamadas garatujas, que são aqueles desenhos que mais parecem rabiscos aos olhos destreinados dos adultos, a criança consegue explorar sua própria criatividade, ampliando-a. O desenho ajuda a criança a externalizar sua imaginação de um modo singular e assim fixa sua aprendizagem.

+Viu essa? Como reduzir o impacto do coronavírus na nova rotina dos filhos? Assista!

3- Aprimoramento da psicomotricidade fina: para desenhar e pintar a criança utiliza gizes, pinceis, aquarelas, entre outros recursos. O uso de ferramentas variadas ajuda a desenvolver a coordenação motora fina.

4- Relaxamento: tanto o desenho quanto a pintura auxiliam a criança a lidar com seus sentimentos e emoções. Eles são ótimos recursos para lidar com problemas de ansiedade e medo, por exemplo.

5- Expressão interior: ao desenhar, a criança consegue desenvolver técnicas de expressão, o que é fundamental para compreender funções sociais. Ela aprende a contar aos outros o que sente e o pensa enquanto ‘conversa’ com seu desenho.

6- Desenvolvimento da interação: o desenho e a pintura são atividades lúdicas e ajudam a criar uma interação entre adultos e crianças e entre crianças e crianças. Eles têm a capacidade de aproximar as pessoas.

+Viu essa? Adiado, Festival de Curitiba deve rolar em setembro em espaços abertos e com peças gratuitas

Janaína Spolidorio é especialista em educação, com pós-graduação em consciência fonológica e tecnologias aplicadas à educação e MBA em Marketing Digital. Atua no segmento educacional pelo menos 20 anos e atualmente desenvolve materiais pedagógicos digitais que complementam o ensino dos professores em sala de aula, proporcionando uma melhor aprendizagem por parte dos alunos e atua.


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?