O Mercado Municipal de Curitiba comemorou 64 anos de existência e a Tribuna do Paraná não poderia de fazer uma boa homenagem visitando o espaço e vasculhando tudo que tem de interessante por lá.

Depois de conhecer produtos exóticos “escondidos” pelo mercado, a reportagem da Tribuna foi atrás de ingredientes estranhos e combinações super diferentes que chamam a atenção de quem visita o local. Confira a seguir:

LEIA TAMBÉM:

>> Sete barraquinhas e lanchonetes de cachorro-quente para conhecer em Curitiba e região

>> Caindo aos pedaços, histórica estação Estribo Ahú preocupa moradores: “Estamos abandonados”

Gostinho “podre” na comida

Foto: Tribuna do Paraná.

Um cheiro de estragado, sabor forte e consistência pegajosa: este é o Natto, um alimento tradicional japonês. Embora no Japão ele seja super popular e degustado no café da manhã com shoyu, arroz e cebolinha, aqui no Brasil ele é bastante exótico pelo forte cheiro “podre”.

Ele é basicamente grãos de soja fermentados e já é considerado pelos japoneses uma forte rica de proteínas. No Mercado Municipal, um pequeno pote pode ser encontrado por R$ 12,50 na Mercearia Shizen.

Aperitivo caro e nada convencional

Foto: Tribuna do Paraná.

A lula seca faz parte da culinária asiática. Quem experimenta garante que, embora seja algo muito exótico aqui no Brasil, a lula seca costuma ser bem saborosa. Ela é normalmente consumida como aperitivo. Ela é retirada da embalagem e quebrada em pequenos pedaços para ir degustando.

O tradicional petisco é muito apreciado entre coreanos e geralmente é servida acompanhada de um refrigerante. No box Darumaya, no Mercado Municipal, a iguaria é vendida por R$ 120.

Chips de raiz de lótus

Foto: Tribuna do Paraná.

Muito venerada na Índia, a flor de Lótus é uma planta aquática que floresce sobre a água – simbolizando pureza espiritual. Diz uma lenda budista que quando o menino Buda deu seus primeiros passos, todos os lugares por onde ele pisou floresceram Lótus.

O significado é especial na Índia, mas é na culinária japonesa que a planta é comumente utilizada. Suas raízes, que ficam embaixo da água, servem como petisco. No Mercado Municipal, no box Darumaya, a iguaria é vendida seca e custa R$ 21,00 o pacote de 100g.

Cerveja pro café da manhã norte-americano

Foto: Tribuna do Paraná.

Uma cerveja tipo Imperial Stout com xarope de Mapple Syrup, coco e café. A ideia inusitada vem de uma cervejaria paulista Cinco Elementos. Logo na embalagem, dá pra sacar a ideia da marca. A proposta é remeter a cerveja ao café da manhã norte-americano, com panquecas envolvidas no xarope de mapple, que tem um gosto bem docinho e é extraído da seiva bruta de árvores do gênero Acer.

A ideia diferente colou e parece ser bem interessante. São duas versões: com café ou com coco. No box Manfré Cervejas Especiais, a cerveja é vendida por R$ 43,90.

Cerveja com gosto “estragado”

Foto: Tribuna do Paraná.

Gostinho avinagrado, de aceto balsâmico, que até parece que a cerveja estragou. Nada disso! A cerveja belga Duchese de Bourgogne tem um sabor bem exótico mesmo e precinho bem salgado: R$ 69,90 a garrafa.

Quem provou garante que é uma experiência “inesquecível”. E pra quem gosta de coisas diferentes, é uma boa proposta. A bebida fermentada é encontrada no box Manfré Cervejas Especiais.

Vai um jacaré à milanesa?

Foto: Tribuna do Paraná.

Entre as carnes exóticas do Mercado Municipal, há opções diferentes mas que boa parte do público já ao menos ouviu falar: carne de rã, de javali, de coelho. Agora, uma iguaria que sonda bastante o Pantanal também vai para a panela dos curitibanos mais curiosos em provar novos pratos.

A carne de jacaré é uma das opções do box Espaço Angus Prime. Ela é vendida congelada, tanto em postas maiores – para fazer uma milanesa, quanto em pedacinhos pequenos – usados em preparações como caldos. O pessoal garante que, embora o bicho seja bem arredio, a carne dele é macia e lembra peixe. O valor é de R$ 194,90 o kg.

Geleia de bacon? Sim, também tem!

Foto: Tribuna do Paraná.

Se você só conhece as geleias de frutas, como de morango, laranja, amora, uva, talvez possa se surpreender. No Mercado Municipal um sabor específico de geleia tem vendido bastante entre curitibanos e turistas. É a geleia de bacon, fabricada aqui mesmo em Curitiba, no Hugo Lange.

Feita com redução de bacon, retirada parte da gordura, e adição de cebola, vinagre de maçã e açúcar demerara, o ingrediente excêntrico costuma agradar paladares. O produto é usado para complementar massas e até aquele hambúrguer artesanal feito em casa. Sucesso garantido. No box Top Mix, a geleia custa R$ 21,90.

Serviço

Endereço: Avenida Sete de Setembro, 1865, bairro Jardim Botânico

Telefone: (41) 3363-3764

E-mail: mercadomunicipal@curitiba.pr.gov.br

Site: www.mercadomunicipaldecuritiba.com.br

Atendimento:
-3ª feira a sábado, das 8h às 18h.
-Domingos: das 8h às 13h. Os restaurantes ficam abertos até 15h, com entrada pela Rua da Paz.
-2ª Feira, fechado.