OSGEMEOS sempre trabalharam juntos. Desde crianças, Gustavo e Otávio Pandolfo encontraram no desenho a melhor forma de se comunicar. Da infância em São Paulo até os dias de hoje, a trajetória da dupla mais famosa da arte de rua do Brasil está escancarada ao público na exposição “OSGEMEOS: Segredos”, em cartaz no Museu Oscar Niemeyer (MON), em Curitiba, a partir de 18 de setembro. A mostra fica em exposição até o mês de abril de 2022.

LEIA TAMBÉM:

Cinco curiosidades sobre Curitiba que nem o curitibano raiz vai saber dizer

Três capelas pra conhecer em Curitiba que oferecem paz, tranquilidade e cultura

Circo da Cidade terá espetáculo aberto ao público neste sábado em Curitiba

Foto: Priscilla Fiedler/ Gazeta do Povo

Antes mesmo da chegada da exposição a Curitiba, os artistas já marcaram sua arte atraindo cnetenas de pessoas ao museu para assistir em tempo real a realização de uma instação temporária na fachada no museu.

VIU ESSA? Bisneto de Niemeyer diz que chorou ao ver fachada do MON com grafite de OSGEMEOS

Como o título indica, “Segredos” revela muito do que está por trás da construção dos artistas e suas grandes obras, desde a década de 1970. Para isso, Gustavo e Otávio reviraram as mais antigas memórias e trazem ao público a maior exposição já produzida por OSGEMEOS.

Foto: Priscilla Fiedler/ Gazeta do Povo

São mais de 850 itens, entre pinturas, desenhos, instalações, esculturas, fotografias e cadernos de anotações. “Eles foram muito generosos em mostrar todos os cadernos de anotações, de desenhos, de experimentações. Esse é um processo muito íntimo para os artistas. Tudo isso é mostrado de forma generosa na exposição”, destaca o curador da mostra Jochen Volz, diretor-geral da Pinacoteca de São Paulo.

Jochen Volz, diretor-geral da Pinacoteca de São Paulo. Foto: Priscilla Fiedler/ Gazeta do Povo

A mega exposição é uma produção original da Pinacoteca. Mesmo em meio a pandemia, o que limitou a capacidade de atendimento, mais de 230 mil pessoas visitaram a mostra em São Paulo. O terceiro maior público de toda história da instituição de 116 anos.

Uma nova versão para Curitiba

E, para Curitiba, a exposição vem totalmente diferente, pelo menos, é o que garante o curador da mostra. Segundo ele, OSGEMEOS desenvolveram elementos exclusivos para o museu curitibano. É o caso de uma nova instalação e um grafite em homenagem ao hip-hop paranaense, que deve ficar exposto, permanentemente, no Pátio das Esculturas.

Grafite em homenagem ao hip-hop paranaense deve ficar permanentemente no Pátio das Esculturas. Foto: Priscilla Fiedler/ Gazeta do Povo

No MON, a exposição ocupa todos os andares da torre e o “olho” do museu. Essa é uma diferença em relação à mostra na Pinacoteca, em que as obras foram expostas em diferentes salas. Em Curitiba, a exposição segue um percurso mais fluido até chegar ao “olho”.

O local promete causar grande impacto aos visitantes. Uma explosão de cores, traços e sons salta aos olhos e ouvidos até dos mais desavisados. Um convite para uma verdadeira imersão pelo universo lúdico imaginado pelos irmãos, de onde surgem todos os seus personagens.

A arte lúdica de OSGEMEOS

Foi na década de 1980 que OSGEMEOS, influenciados pela cultura do hip-hop, ganharam as ruas com seus grafites cheios de cor. Com o tempo, os irmãos desenvolveram, juntos, o próprio estilo de fazer arte. Dessa forma, conquistaram os espaços públicos do Brasil e de mais de 60 países mundo afora.

Mas a arte desta dupla genial não se restringe ao grafite. “Desde pequenos, procuramos várias linguagens diferentes, todas possíveis, para poder materializar aquilo que a gente acredita. O grafite é uma delas”, ressalta Gustavo.

OSGEMEOS durante a entrevista coletiva sobre a exposição, no MON. Foto: Priscilla Fiedler/ Gazeta do Povo

Assim, a arte de OSGEMEOS também envolve pinturas, esculturas, instalações, animações, histórias em quadrinhos, performances e outras linguagens artísticas. O desejo é partilhar com o mundo um pedaço da imaginação dos irmãos.

Em um universo paralelo sonhado por eles, o trabalho da dupla mistura ficção científica, com aspectos místicos, surrealistas e do inconsciente. “A gente acredita nesse universo. A gente vive e enxerga o mundo dessa maneira. E entendemos que precisamos compartilhar isso com as pessoas”, afirma Otávio.

Instalação feita pelos OSGEMEOS é uma das mais de 850 artes que pode ser vista na exposição. Foto: Priscilla Fiedler/ Gazeta do Povo

Universo que transita entre sonho e realidade

Portanto, quem visitar a exposição no MON, vai entrar um pouco dentro da mente destes artistas conhecidos e admirados mundialmente. É como uma janela que se abre para um ambiente fantástico, que transita entre sonho e realidade.

“É uma oportunidade de sair um pouco do dia a dia, do convencional. Trabalhar o imaginário dentro de nós e poder se transportar para lugares que fique longe de coisas ruins e negativas”, convida Gustavo. “Quem entrar na exposição, e se permitir, vai descobrir os segredos dentro de cada um”, finaliza.

Confira mais imagens da exposição:

Fotos: Priscilla Fiedler/ Gazeta do Povo

Exposição “OSGEMOS: Segredos”

Local: Em cartaz no Museu Oscar Niemeyer (MON), Data: a partir de 18 de setembro.
Quando: De terça a domingo, das 10h às 18h.
Ingressos: Venda de ingressos exclusivamente online
R$ 20 inteira; R$ 10 meia-entrada.

Web Stories

Gigante!!

Nova Havan será quatro vezes maior que a loja que será abandonada em Curitiba

Você sabia?

Cinco curiosidades sobre Curitiba que nem o curitibano raiz vai saber dizer!

Malhação Sonhos

Nat impede que Duca enfrente Lobão

Lindas!

Cinco árvores exóticas e raras de Curitiba