Um filme-documentário sobre a vida e a trajetória do Pirata Zulmiro será lançado na semana que vem, em Curitiba, com três sessões gratuitas na Cinemateca. O personagem é conhecido por ser o único pirata de verdade a ter morado na capital paranaense, no Pilarzinho, há 190 anos. Após sua morte, ele teria sido enterrado no Cemitério Municipal São Francisco de Paula. A história foi pesquisada e contada em livro pelo pesquisador Marcos Juliano Ofenbock, obra que serve de base para o documentário. A estreia será na quarta-feira (9).

+ Leia mais: Passeio Público de Curitiba tem portal, pedalinhos e lâmpada elétrica entre seus segredos e curiosidades; confira

Já contamos quem é o Zulmiro nas páginas da Tribuna, um pirata que parou em Curitiba para escapar da marinha inglesa e guardava com ele o mapa de um tesouro que nunca foi achado e estaria na Ilha da Trindade, no Espírito Santo. Segundo o historiador, a primeira prova da existência do pirata foram documentos do enterro dele na capital paranaense, com 90 anos, no Cemitério Municipal do bairro São Francisco, no ano de 1889, sob o nome de João Franciso “Inglez”. O pesquisador foi notícia na Tribuna ao desvendar, no ano passado, o assassinato de um amigo de Zulmiro, ocorrido há 125 anos.

O documentário sobre o pirata se chama “O Legado do Pirata Zulmiro”. O diretor é o curitibano Estevan Silvera. Segundo ele, com uma documentação surpreendente e depoimentos incríveis, o filme apresenta a maior história de tesouros e piratas do mundo. “Foi muito prazeroso ter todo esse contato com o livro do Juliano, que foi base para a produção. Tudo no filme funcionou como um reloginho, tanto a produção como o roteiro. Considero que dirigir o documentário não foi trabalho, foi prazer”, destacou Silvera.  

A história do pirata Zulmiro é considerada uma lenda urbana de Curitiba, principalmente por causa da lenda do tesouro perdido. Segundo o pesquisador Marcos Juliano, o pirata foi líder do bando que escondeu o maior tesouro pirata do mundo, em uma ilha deserta no meio do oceano, a Ilha da Trindade, hoje território brasileiro distante 1,2 mil quilômetros da costa, no paralelo do estado do Espírito Santo. 

Cinemateca

“O Legado do Pirata Zulmiro” terá três exibições na Cinemateca, no dia 9 de março, às 19, 20h e 21h. A entrada é franca. Depois, o documentário também será lançado no Youtube, neste link. A Cinemateca de Curitiba fica na Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1174. 

+ Leia também: Tradicional Feira Internacional de Artesanato está confirmada pra março em Curitiba

O documentário foi legendado e será exibido no Consulado Geral do Reino Unido, em São Paulo, em maio. O trailer do documentário pode ser visto no player abaixo. Há também um site para mais informações sobre a história do tesouro pirata.

Whatsapp da Tribuna do Paraná
RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba as notícias do seu bairro e do seu time pelo WhatsApp.



Pantanal

Zuleica está preocupada com Marcelo

Instagramáveis

Saiba onde encontrar as lindas cerejeiras em Curitiba

Novidades da Netflix

Volume 2 de Stranger Things 4 e mais séries e filmes chegam nesta semana

Além da Ilusão

Joaquim termina seu noivado com Isadora