Intrépidos, sonhadores, atrapalhados e até meio malucos, os mecânicos inventores Shazan e Xerife são dois dos mais marcantes e amados personagens da história cultural brasileira. Nesta segunda-feira (28), em evento que acontece na Biblioteca Pública do Paraná, acontece o lançamento de um livro que conta as histórias deste dupla tão querida.

O livro está à venda por R$ 55 e chegou às livrarias na última semana. Além do lançamento do livro, será exibido a “A Bicicleta Voadora”, último episódio da série exibido originalmente na Rede Globo em 28 de dezembro de 1973.

Os jovens “empreendedores” vividos por Paulo José (1937-2021) e Flávio Migliaccio (1934-2020), tinham uma pequena oficina de bicicletas (Shazan-Xerife & Cia.) na pequena cidade de Nova Esperança. Sonhavam encontrar a peça mágica para concluir a construção da Bicicleta Voadora e viviam suas aventuras a bordo da Camicleta, veículo que misturava bicicleta com caminhão e funcionava como casa e oficina ambulantes.

Criados pelo dramaturgo Walther Negrão, nasceram como coadjuvantes da novela “O Primeiro Amor”, exibida pela Rede Globo em 1972, mas fizeram tanto sucesso que ganharam um spin-off, uma série só para eles: “Shazan – Xerife & Cia.” (1972-1974).

Cinquenta anos depois, o escritor Saulo Adami lança o livro “Camicleta – Manual dos Proprietários” (Curitiba: Estrada de Papel, 2022; 280 páginas), uma detalhada pesquisa histórica e afetiva sobre os icônicos personagens que saíram das telinhas para viver eternamente no imaginário de milhões de fãs.

Outros eventos de lançamento vão acontecer em Brusque, Guarapuava, São Paulo e Rio de Janeiro.  

Como definiu o escritor Eduardo Torelli no texto de apresentação do livro, Saulo Adami se entregou à “arqueologia cultural” para reconstruir a história, bastidores, cronologia e tudo o que envolve universo lúdico do programa da forma completa e assertiva.

Com vasta pesquisa documental e dezenas de entrevistas com nomes importantes do elenco, produção e fãs, o livro recupera bastidores, detalhes, novidades e curiosidades sobre a dupla e suas aventuras.

Em sete anos de pesquisa, Adami mergulhou nas 451 aparições de Shazan e Xerife na telinha em 226 capítulos da telenovela, 23 episódios + 199 capítulos de cinco seriados da série de TV, dois capítulos da telenovela “Era Uma Vez…” (1998) e no especial “Globo 50 Anos” (2015).

O autor conta que decidiu pesquisar e recontar a história de Shazan & Xerife, pois os inventores da Camicleta eram os “heróis simples” de sua infância.

“Eles eram brasileiros e aventureiros, bagunceiros e divertidos, criativos e de bom coração e preencheram meus dias de menino aspirante a escritor”, disse Saulo Adami. “Eu e tantas outras crianças ficamos imediatamente identificados com eles. Pareciam com a gente, eram pessoas simples, que construíam coisas e sonhavam tanto quanto todos nós juntos”.

O livro tem capa do artista gráfico britânico Pete Wallbank, prefácio de Eduardo Torelli, posfácio de Jeanine Wandratsch Adami, projeto gráfico de Rogério Marcos Lenzi e contribuições artísticas de Clovis Paulo Stocker, Gerson Luiz Teixeira e Laudo Ferreira.

Saulo Adami fez entrevistas exclusivas com pessoas que foram muito importantes para a trajetória de Shazan & Xerife como Lucia Alves, Eduardo Borsato, Reynaldo Boury, Claudio Ayres da Motta, Joaquim Trez Rios, e teve a colaboração do jornalista Marcelo Migliaccio, filho do ator Flávio Migliaccio, além de divertidas memórias de telespectadores e fãs.

Além de resgatar a memória da lendária série, o livro de Saulo Adami serve como homenagem aos atores Flávio Migliaccio e Paulo José que faleceram, respectivamente, em 2020 e 2021.

O Autor

Saulo Adami nasceu em Brusque (SC) e é autor de outros 140 livros, peças teatrais, roteiros de rádio e cinema. Boa parte de sua produção literária pesquisa bastidores e segredos do cinema e da televisão de todos os tempos. Casado com a psicóloga Jeanine Wandratsch Adami, vive em Curitiba (PR), onde dirige a editora Estrada de Papel, é membro diretor do Instituto Histórico e Geográfico do Paraná, representado nacionalmente por O Agente Literário, agência de Belo Horizonte, Minas Gerais.

Serviço

Livro: “Camicleta – Manual dos Proprietários” (Curitiba: Estrada de Papel, 2022; 280 páginas) 

Autor: Saulo Adami

Preço: R$ 55 

Quando: 15 de março nas livrarias e 28 de março, as 16h na Biblioteca Pública do Paraná (Cândido Lopes, 133 – Centro).

EXTRA! EXTRA! EXTRA!!

8 fatos curiosos revelados pela leitura de “Camicleta – Manual dos Proprietários”:

1) Há depoimentos de fãs da série que, inspirados pelos personagens Shazan e Xerife tentaram construir suas próprias Bicicleta Voadora e Camicleta. São professores, publicitários, jornalistas, escritores, funcionários públicos e profissionais liberais apaixonados por este universo brincante que oferecem narrativas hilárias dessas experiências!

2) O livro realiza (parte de) um sonho de Flávio Migliaccio. O Xerife da série era cartunista e numa entrevista falou que um de seus projetos era escrever e desenhar uma revista em quadrinhos de Shazan e Xerife. Saulo Adami escreveu o roteiro e Laudo Ferreira desenhou a HQ “De Volta ao Começo” (2022), de 10 páginas, presente no livro. A aventura intermediária se passa depois do último capítulo do ‘seriado’ “A Bicicleta Voadora” e antes da telenovela “Era Uma Vez…”, que marcou a volta da dupla à teledramaturgia em 1998.

3) Há desenhos de renomados artistas brasileiros, como Gerson Luiz Teixeira, que trabalha com os estúdios Mauricio de Sousa; o muralista e cartunista Clovis Paulo Stocker e o desenhista roteirista de quadrinhos Laudo Ferreira, multipremiado por seu trabalho.

4) O livro narra a história, em detalhes, da construção da Camicleta, que faz parte da “Geração Frankenstein” de veículos circenses.

5) O livro traz o depoimento de Joaquim Trez Rios publicitário brasileiro que fez sucesso na TV e no cinema criando desenhos animados e as aberturas de vários programas de TV da Globo, antes do Hans Donner e da alta tecnologia. Entre seus trabalhos estão as aberturas de “Os Trapalhões” e “Shazan-Xerife & Cia.”

6) Há entrevistas exclusivas com a atriz Lucia Alves, que fez participações importantes na série de TV; Reynaldo Boury, um dos principais diretores de telenovelas e programas de TV das décadas de 1970-1980; o roteirista Eduardo Borsato, sobrinho da telenovelista Janete Clair; e o ator Claudio Ayres da Motta, que teve pequena participação na série de TV, mas continua ativo trabalhando em telenovelas.

7) Vários outros renomados profissionais da teledramaturgia participaram da série de TV:

a) Atores: Ziembinski, Mário Lago, Grande Otelo, Walter Stuart, Rogério Fróes, Stênio Garcia, Mauro Mendonça, Dary Reis, Cecil Thiré, Paulo Cezar Pereiro, Castro Gonzaga, Roberto Pirillo, Abel Pêra, Mário Gomes, Tony Ferreira, Buza Ferraz, Roberto Maia, Átila Iório, Lutero Luiz, Otávio Augusto e Fábio Mássimo;

b) Atrizes: Elza Gomes, Mara Rúbia, Elizângela, Yara Cortes, Ângela Leal, Lucia Alves, Suzana Vieira, Izabela Garcia, Nívea Maria e Renata Sorrah;

c) Diretores: David Grimberg, Adriano Stuart, Paulo José, João Lorêdo e Gonzaga Blota;

d) Roteiristas: Walther Negrão, Adriano Stuart, Lauro César Muniz, Eduardo Borsato, Sylvan Paezzo e Flávio Migliaccio.

8) O livro traz a maior parte das sinopses dos episódios e capítulos dos seriados, uma exaustiva pesquisa em edições diárias de “O Globo” e de outros jornais de grande circulação.

Whatsapp da Tribuna do Paraná
RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba as notícias do seu bairro e do seu time pelo WhatsApp.