A noite desta sexta-feira (5) vai ser de eclipse lunar e bem convidativa aos namorados. A lua cheia, a primeira de junho, marca a despedida do outono para a entrada do inverno no Hemisfério Sul, no dia 20 de junho. O maior satélite natural de um planeta solar recebe mundialmente dois apelidos – Lua de Morango e Lua de Mel.

LEIA MAIS – Marcelo D2, trio curitibano Tuyo e “VillaMix Modão” fazem live no fim de semana; veja a programação!

Nos Estados Unidos, tradicionalmente é o início da colheita de morangos e por isto recebe o apelido. Já na Europa, a relação é com os primeiros dias de casamento, ou seja, verdadeira uma lua de mel. Para quem imagina que a lua vai estar avermelhada na sexta-feira, o diretor do Parque da Ciência, Anísio Lasievicz, descarta esta possibilidade.

“Não tem nada a ver, mas coincidentemente teremos um eclipse lunar penumbral. Ele é diferente da total ou parcial, pois passa em uma região de sombra menos intensa da Terra. A lua vai estar com uma diminuição no seu brilho. Ela continua visível, iluminada, mas um pouco mais fraca”, explicou o diretor do Parque da Ciência.

E o tempo?

O tempo não deve ajudar muito em Curitiba. A previsão do Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar) é de céu nublado e com chuva. Caso se confirme esta condição meteorológica, a observação vai sofrer um prejuízo, mas nada tão radical que não se consiga visualizar a Lua.

VEJA TAMBÉM: Feirinhas artesanais voltam em Curitiba

“Este eclipse vai acontecer a partir das 17h30 até 21 horas. Quanto maior a probabilidade de céu fechado, pior vai ser. Qualquer nebulosidade vai atrapalhar bastante”, ressaltou Anísio Lasievicz.

Diferentes nomes

Em todos os meses do ano, existe uma denominação diferente para a Lua. Tem a da colheita, fruta, do castor e até do caçador. “Isto foi definido por pessoas no hemisfério norte. A relação é com eles e difere da gente, que está em outro posicionamento”, ressaltou o diretor do Parque da Ciência,  Anisio Lasievicz

Abaixo, a lista completa das luas cheias do ano:

Lua do Lobo (janeiro) – ganhou esse nome dos índios americanos por causa dos uivos dos lobos.

Lua da Neve (fevereiro) – o nome é por causa das nevascas nesta época do ano no hemisfério norte.

Lua das Minhocas (março) – é o início do fim do inverno no hemisfério norte, quando minhocas surgem no solo.

Lua do Ovo (Abril) – o nome está relacionado ao período da desova dos peixes no Hemisfério Norte.

Lua das Flores (maio) – o nome está relacionado à primavera no hemisfério norte, a estação das flores.

Lua do Morango (junho) – neste período é a colheita de morangos nos Estados Unidos.

Lua do Feno (julho) – neste período é a colheita do feno que alimenta os animais no hemisfério norte.

Lua do Peixe (agosto) – neste período começa a pesca do esturjão nos lagos dos Estados Unidos.

Lua da Fruta (setembro) – neste período começa a colheita das frutas no hemisfério norte.

Lua do Caçador (outubro) – nesta época do ano caçadores iam para as florestas garantir carnes para o inverno.

Lua do Castor (novembro) – os castores começam a concluir suas tocas nos rios para sobreviverem ao inverno.

Lua Fria (dezembro) – marca a chegada de fato do frio no inverno, com noites mais longas.


Precisamos do seu apoio neste momento!

Este conteúdo te ajudou? Curtiu a forma que está apresentado? Bem, se você chegou até aqui acredito que ficou bacana, né?

Neste cenário de pandemia, nós da Tribuna intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise. Bora ajudar?

Ao contribuir com a Tribuna, você ajuda a transformar vidas, como estas

– Pai vende vende 1000 bilhetes de rifa com a ajuda da Tribuna pra salvar o filho
– Leitores da Tribuna fazem doação de “estoque” de fraldas para quíntuplos
– Leitores se unem para ajudar catadora de papel de 72 anos

E tem várias outras aqui!

Se você já está convencido do valor de sua ajuda, clique no botão abaixo