A Praça das Nações, localizada na confluência dos bairros Alto da XV, Tarumã e Cristo Rei, é um desses locais da paisagem urbana chamados de “instagramáveis“: tem um bom plano de fundo para fotos postadas nas redes sociais, especialmente no Instagram. Por estar em uma área alta, a praça oferece uma vista privilegiada do skyline, o horizonte da cidade contornado pelos edifícios. Por isso, é bastante procurada para fotos no pôr do sol e em noites de lua cheia. 

Em fevereiro de 2019 a Tribuna fez matéria sobre o estado de conservação da Praça das Nações, no Tarumã, em Curitiba. Na época, o funcionário público federal Carlos Roberto Kiaulenas Tworkoski, 56 anos, morador da região, pedia uma reforma urgente por questões de segurança. Rachaduras, calçadas em desnível, escadaria com piso irregular, falta de poda e jardinagem eram apenas alguns dos problemas relatados por ele. Em março deste ano, o pedido por reformas começou a ser atendido.

Agora, a praça está ainda mais fotogênica com a revitalização feita pela Prefeitura. O trabalho foi realizado por equipes da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMMA) a pedidos de moradores da região e frequentadores do local. Incluiu reparos de rachaduras no concreto e correção dos desníveis na calçada.

“Recebemos com atenção os pedidos dos curitibanos para tornar a Praça das Nações ainda melhor. O prefeito Rafael Greca escutou as solicitações e determinou as melhorias, que proporcionam bem-estar aos frequentadores”, destaca a administradora da Regional Matriz, Rafaela Lupion.

Praça das Nações, um dos pontos mais frequentados pelos curitibanos, ganha revitalização – Curitiba, 27/05/2021 – Foto: Daniel Castellano / SMCS

Melhorias

Além da correção das rachaduras nos paredões das áreas de estar e do parquinho, feita com concreto armado, as equipes também melhoraram o sistema de drenagem, evitando o acúmulo de água das chuvas.

No parquinho, todos os equipamentos foram recuperados e os acessos foram refeitos, em cimento alisado. 

O calçamento da praça foi restaurado, inclusive com a correção de falhas no meio-fio. O piso em petit-pave do parquinho, da área de estar e junto à Rua Presidente Beaurepaire Rohan também foi reformado.

Trincheira sem pichação

As benfeitorias se estenderam à trincheira que liga a Avenida Victor Ferreira do Amaral (Tarumã) à Rua XV de Novembro (Alto da XV) e faz parte do complexo da Praça das Nações. As paredes receberam pintura antipichação em uma área de 5 mil m², serviço feito pelas equipes da Superintendência de Manutenção Urbana no projeto de revitalização assinado pelo Ippuc.

Múltiplas paisagem

A Praça das Nações oferece ainda outras paisagens para contemplação. Além da vista privilegiada da área central de Curitiba a partiir da Rua XV de Novembro, quem volta olhar em direção oposta, ao Tarumã, enxerga os contornos da Serra do Mar.

Outro atrativo da praça é o painel do artista curitibano Poty Lazzarotto na parede da casa de bombas do Reservatório Cajuru, a Caixa-d’Água do Alto da XV. Este ano, o mural de 23 metros de comprimento por 3 metros de altura completou 25 anos. Ele foi inaugurado como parte das comemorações dos 303 anos de Curitiba, em 1996.