A cultura japonesa será celebrada no Mercado Municipal Capão Raso (MMCR) a partir deste sábado (20). O I Festival de Cultura Japonesa, que vai até o dia 28 de novembro, terá comidas e bebidas típicas, oficina de origami, aulas de como cuidar de um bonsai, exposições, shows musicais, apresentação de dança e leitura de haicais, além de concurso de cosplay, fliperamas, arena RPG, que acontecem na semana geek, que faz parte do evento. 

“O Paraná tem a segunda maior comunidade japonesa no Brasil e a sua influência em Curitiba é visível em todos os cantos, desde as cerejeiras que florescem no inverno e se tornaram cartão-postal da cidade até a gastronomia, que é uma das mais consumidas da capital”, lembra Elias Techy, gestor da área comercial da Urbanização de Curitiba (Urbs), empresa responsável pela administração do mercado.

LEIA TAMBÉM:

>> Tesão Piá volta aos palcos nesta sexta-feira em Curitiba com o apoio da Tribuna

>> Natal de Curitiba é aberto por Greca; Serão 53 dias com circuitos natalinos, feiras e até voos de balão

“O festival foi uma ideia dos lojistas, em parceria com a Urbs, com o objetivo de trazer a cultura e história do Japão para mais perto do curitibano”, completa. Com o festival, a previsão é de um aumento de 40% no fluxo de visitantes do mercado, que recebe cerca de 2 mil pessoas por dia.  

Programação

Neste sábado, o grupo folclórico Nikkei Curitiba apresenta, às 15 horas, a dança tradicional Bon Odori. A abertura oficial do festival acontece às 16h, seguida por um show da banda Polka´s Idea. O Consulado Geral do Japão promove exposição com maquetes de pontos turísticos do Japão,  além de trazer informações sobre intercâmbio com o País.

Para os fãs da culinária japonesa, haverá, na praça de alimentação, venda de diversos produtos tradicionais, como sushis, oniguiris (bolinho de arroz recheado e envolto com alga nori crocante), manju e fukashi ( doce japonês com o recheio de feijão).

O haicai, poema curto de origem japonesa com três versos, também vai ter espaço na semana do MMCR. Autor do famoso haicai “Curitiba não nos poupa, ontem tomei sorvete, hoje tomo sopa”, o poeta curitibano Alvaro Posselt participa da programação que terá ainda oficinas, distribuição e varal de haicais, venda de livros.

Todos os dias do festival haverá oficina de origami, arte milenar japonesa que cria a partir de dobraduras de papel figuras como animais e flores. As oficinas terão três temas diários: Dobra e Decora – Natal Encantado (das10h às 11h), Brincadeiras de criança (das14h às 15h) e Pequeno Príncipe (das 16h às 17h). O valor por tema é de R$ 30 e inclui material. Para os fãs de bonsai, haverá workshop e exposição das árvores em miniatura na seção de hortifrúti do mercado.

Estrutura

O MMCR conta com 89 lojas, oito bancas e quatro quiosques. O mercado permite a integração com o Terminal Capão Raso, que fica ao lado, por meio do cartão-transporte da Urbs. O passageiro que sai do terminal pode fazer compras e retornar ao terminal sem que seja necessário pagar uma nova tarifa dentro de um período de duas horas.

I Festival de Cultura Japonesa

Local: Mercado Municipal Capão Raso (Rua Otto Cabel, 51, Novo Mundo)
Data: de sábado (20) a 28 de novembro
Horários: segunda a sábado, das 9h às 21h, domingos, das 10h às 19h
A entrada no evento é gratuita
Acesse a programação completa neste link

Web Stories

Novidades!

Filmes e séries que chegam à Netflix nesta semana

Economia

Cachorro deprimido? Conheça 5 sinais da doença

Natal em Curitiba

Caminho de Luz Curitiba – saiba como fazer a inscrição!

Nos Tempos do Imperador

Solano Lopez declara guerra ao Brasil