O Museu Oscar Niemeyer (MON) inicia, a partir desta quarta-feira (3), as atividades presenciais de agosto. A programação é dirigida a todas as idades e inclui oficinas e visitas mediadas. Todos os eventos são gratuitos.

LEIA TAMBÉM – Em “mini-aula” de paranismo, Caetano Veloso cometeu dois erros durante passeio por Curitiba

A primeira,  “Laboratório de experiências: canetinhas”, via permitir explorar as possibilidades de criação com o uso de canetinhas coloridas, e o uso delas em materiais não convencionais, como madeira ou vidro. A oficina acontece em dois horários nesta quarta-feira: às 13h30 e às 15h30. Não é preciso inscrição prévia para participar.

No dia 17, também às 13h30 e às 15h30, o MON oferece a Oficina de Gravura em Relevo. A atividade vai misturar técnicas como a gravura, que permite fazer cópias diversas de uma mesma imagem, e a colagem. A intenção é partir de uma colagem feita pelos participantes como matriz para a aplicação da técnica da gravura. Para participar, basta estar no horário informado.

LEIA AINDA – Pedala Curitiba tem programação de passeios noturnos pelos bairros em agosto

As duas atividades acontecem no Espaço das Oficinas, no subsolo do museu. As programações são pensadas para crianças a partir dos cinco anos, sempre acompanhadas de um responsável) e têm como objetivo ampliar a vivência dos visitantes no ambiente museológico, enquanto geram experiências que apuram a criatividade e a sensibilidade dos participantes.

Mediações

A primeira das duas visitas mediadas programadas até o momento para o mês de agosto acontece no próximo dia 10. A equipe do Educativo do MON vai conduzir visitantes pelos Bancos Indígenas do Brasil, mostra que reúne a produção de mais de 40 etnias da Amazônia e mais de 200 bancos, que pertencem à Coleção BEĨ. A curadoria é de Marisa Moreira Salles e Tomas Alvim. A mostra ocupa a Sala 6 do MON. Dividida em duas partes, a exposição contempla a produção extensa da Terra Indígena do Xingu, no Mato Grosso, e as demais produções dos demais povos indígenas de áreas diferentes da Amazônia.

LEIA MAIS – Fundação Cultural promove rodas de leitura dos livros do vestibular da UFPR

Para participar, é preciso preencher o formulário on-line, disponível no site do MON.

Já no dia 24, o curador Edson Machado conduz uma visita mediada à exposição “Juarez Machado, volta ao mundo em 80 anos”. Com 166 obras em suportes diferentes, como pintura, desenhos, fotos, escultura e instalação, a mostra passa pela carreira do pintor em Curitiba e vai até sua fase internacional, quando o artista se mudou para Paris, em 1986. A visita acontece em dois horários: às 11h e às 15h.

Para participar, basta estar em frente ao espaço da exposição, na Sala 3, com 15 minutos de antecedência.

Para mais informações, acesse o site do Museu Oscar Niemeyer.

Serviço

Oficinas presenciais gratuitas

“Laboratório de experiências: Canetinhas”: 03 de agosto // Sessão 1: 13h30 às 15h e Sessão 2: 15h30 às 17h.
“Oficina de Gravura em Relevo”: 17 de agosto // Sessão 1: 13h30 às 15h e Sessão 2: 15h30 às 17h

Mediações para público espontâneo

Exposição “Bancos Indígenas do Brasil”: 10 de agosto // Sala 6, as 15h
Juarez Machado, volta ao mundo em 80 anos”: 24 de agostoSala 3, as 11h e as 15h //